Concorrente da GoPro, a câmera pode ser usada em esportes radicais e também no dia a dia para registrar a vida cotidiana das cidades

Usuários assíduos de YouTube já devem ter se deparado com alguns vídeos feitos por russos de dentro de seus carros em câmeras portáteis. Em fevereiro de 2013, quando um meteorito atravessou o céu da Rússia, vídeos com imagens do ocorrido pipocaram por toda a rede mundial de computadores.

Na época, várias publicações, inclusive a renomada revista de ciência e tecnologia Wired , perguntaram: afinal, por que os cidadãos russos possuem equipamentos para registrar o que acontece nas ruas? Seria algum acessório obrigatório?

LEIA TAMBÉM:
Testes completos do novo Moto G , Zenfone 5 e outros smartphones

A verdade é que esta foi a solução encontrada pelos motoristas locais para não serem punidos pelo que não fizeram. Por lá, conta a revista, os condutores têm dificuldades em provar sua inocência em acidentes de trânsito tamanha é a corrupção da polícia rodoviária e a conivência da Justiça.

Esse estranho uso é só um exemplo da versatilidade desse tipo de câmera de ação, como a Polaroid XS 100 Sports, que chegou ao Brasil neste segundo semestre pela Walmart. Sua versatilidade não está ligada apenas à criatividade dos seus donos, mas à própria câmera, que faz fotos e vídeos e já vem com uma dezena de acessórios. Motoristas, ciclistas, motociclistas, skatistas ou esportistas: todos podem encontrar um uso interessante para esta câmera em suas vidas, sejam elas pacatas ou não.

A favor:

- preço abaixo de R$ 800;
- acessórios já incluídos na caixa;
- À prova d’água.

Contra:

- Pouca memória interna;
- Sem cartão de memória na caixa;
- Software pouco intuitivo.

Configurações

Concorrente declarada da GoPro, a Polaroid Action XS 100 traz configurações bastante interessantes para sua faixa de preço, que no Brasil tem preço promocional de R$ 569 (preço convencional de R$ 799). Sua lente é uma grande-angular de 170 graus de amplitude que faz vídeos e fotos de ótima qualidade, especialmente se tratando de uma câmera portátil. Os vídeos podem ser feitos em resoluções de até 1.080p (Full HD), enquanto as fotos chegam até 16 megapixels de resolução.

Em dias de sol, a imagem fica límpida como de uma máquina profissional. À noite, como ocorre com outras câmeras não profissionais, os ruídos se sobressaem. No entanto, vale lembrar que a qualidade da imagem não é o maior atrativo desse tipo de câmera, e sim suas características de portabilidade e versatilidade.

Equipada com bateria interna de 1200 mAh, a câmera tem microfone embutido, entradas USB 2.0 e HDMI, balanço de branco, ajuste de exposição automático, ISO, foco fixo, abertura de f/2.8 e formato de áudio AAC+MP4 no caso dos vídeos. Além disso, a XS 100 possui um sensor chamado G-Sensor, de autorrotação, que ajusta automaticamente a câmera não importando a posição em que ela se encontra – de ponta cabeça, por exemplo.

XS 100 Action vibra para alertar usuário sobre bateria fraca
Emily Canto Nunes/iG São Paulo
XS 100 Action vibra para alertar usuário sobre bateria fraca

Outra característica interessante é que ela vibra para avisar o usuário quando está funcionando ou quando a bateria está no fim. Para quem acopla a câmera no capacete, por exemplo, esse recurso pode ser bastante útil.

Internamente, porém, a câmera deixa um pouco a desejar. Sua memória interna de 32 MB não dá para quase nada e o kit vendido no Brasil não vem com cartão microSD. Ou seja, para ter espaço suficiente para gravar vídeos e fotos sem se preocupar o cliente terá que adquirir também um cartão microSD para expandir a memória.

É frustrante para o usuário tirar o produto da caixa e perceber que terá que comprar um cartão antes de usá-lo, ainda mais levando em conta que um cartão de 2 GB não aumentaria em praticamente nada o custo do produto. A câmera suporta cartões de até 32 GB.

Acessórios

Variedade de acessórios já incluídos é ponto forte da câmera
Emily Canto Nunes/iG São Paulo
Variedade de acessórios já incluídos é ponto forte da câmera


Uma das vantagens da XS 100 é que ela vem com uma infinidade de acessórios para diferentes usos, ao contrário de outras máquinas do tipo cujos acessórios precisam de comprados a parte. Além da câmera, dos cabos HDMI e USB e de um guia rápido, infelizmente em inglês, o equipamento vem com base de suporte, uma chave para a base de suporte, uma alça de segurança, um suporte para capacete, um suporte para hastes – tipo guidom de bicicleta – e até com uma bolsa de transporte.

A primeira vista, podem parecer acessórios até demais, mas a verdade é que para aproveitar todo o potencial da XS 100 é legal trocar a câmera de lugar com frequência. Adesivos de dupla face também estão na caixa e podem ser incluídos para colar a câmera em superfícies.

Design

Diferentemente da GoPro, que tem um design mais similar ao de uma câmera comum, a Polaroid XS 100 Sports é bem mais arrojada. Pode-se dizer que combina mais com uma das suas finalidades, os esportes radicais. Branca com detalhes em cinza e em vermelho, a XS 100 é feita de um plástico bastante rígido, com detalhes em metal e um acabamento reluzente. Seu exterior é bonito, mas discreto. Em um capacete totalmente preto, por exemplo, o aparelho certamente vai chamar atenção.

Sua carcaça, diz a Polaroid, é à prova de impacto, choques e capaz de minimizar o ruído do vento, informação importante tendo em vista que ela é bastante indicada para o uso ao ar livre. Além disso, a câmera tem IPX8, que significa que é a prova d’água quando submergida em até 10 metros de profundidade por 30 minutos.

Botões da câmera são de fácil acesso
Emily Canto Nunes/iG São Paulo
Botões da câmera são de fácil acesso

Seus botões são de fácil acesso, mesmo quando se está em movimento, mas inicialmente podem parecer um pouco duros de mais.

O botão de liga e desliga tem o formato de um hexágono, fica bem no início do corpo da câmera, e funciona também como botão de disparo para fotos. Logo após está o botão para gravar vídeos: basta arrastá-lo para frente que a câmera começa a funcionar.

Luzes LED na parte de cima do gadget e uma próxima da lente avisam que o equipamento está ligado. As entradas da câmera, com microUSB, HDMI e o espaço para cartão de memória ficam na traseira, protegidos por uma tampa plástica de encaixe bem firme, com uma trava de segurança que às vezes é até difícil de abrir. Mas levando-se em consideração que é um equipamento de ação, que pode ser usado em baixo d’água, toda segurança é pouco.

A câmera é também bastante leve, pesando apenas 136 gramas. Suas dimensões são 4 cm de largura, 4 cm de altura e 11 cm de profundidade., ou seja, cabe no bolso.

Imagem e software

Um recurso interessante da XS 100 é que, por padrão, ela gera dois arquivos de vídeo: um em HD e outro menor para facilitar o compartilhamento. Para filmar, o usuário tem três opções de resolução: 1080p, 960p ou 720p. Já para fazer fotos as opções de resolução são 16 megapixels, 5 megapixels, 3 megapixels.

Também há a possibilidade de fazer várias fotos no Modo de Disparo e também de fazer Time Lapse, técnica que consiste em gravar algo com um intervalo maior entre os quadros para que, ao reproduzir o vídeo, se tenha a impressão de que o movimento está acelerado. Por isso, a taxa de frame, ou quadros, da XS 100 pode ser ajustada para 720p.

Sobre esses ajustes é importante dizer que eles devem ser feitos no computador em que a câmera está conectada antes de começar a usá-la. Para tanto, é recomendado baixar o programa específico para o seu sistema operacional.

Tanto no Mac OS quanto no Windows o iG teve dificuldades de regular a câmera, pois os programas não são tão intuitivos. Em fóruns na internet outros usuários relataram problemas semelhantes e incompatibilidade com alguns softwares como o Windows Media Player. De fato, quanto abertos no programa da Microsoft, os vídeos podem sair sem som. No Quick Time, não tivemos problemas.

Bateria

A XS 100 vem com uma bateria interna de 1200 mAh. Segundo a Polaroid, uma carga é suficiente para gravar quatro horas de vídeo Full HD, mas para clipes dessa duração e qualidade é necessário um cartão de 32 GB.

O iG testou a câmera com um cartão de 2 GB e gravou 15 minutos consecutivos de vídeo, o que sugere que a capacidade do cartão mencionada pela Polaroid procede. Vale lembrar que diminuindo a resolução é possível gravar vídeos com maior duração. 

O carregamento é razoavelmente rápido, cerca de três horas para uma carga completa. No entanto, como a câmera não vem com adaptador de tomada, o usuário precisará sempre de outro equipamento com energia ou de um conector para tal.

Ficha técnica:

Polaroid XS 100 Action

Configuração: Lente grande-angular de 170 graus de amplitude; 136 gramas; à prova d’água (10 metros por 30 minutos), resistente à choque, impacto e com design minimizador de ruídos de vento. Vídeos em Full HD (1080p, 960p e 720p). Fotos com 16 megapixels, 5 MP, 3MP, além de modo de disparado rápido e time-lapse. Estabilizador de imagem e sensor G-Sensor de autorrotação da imagem.
Preço: em torno de R$ 569

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.