Aparelho da LG tem configuração mediana, mas peca no pouco armazenamento interno

Em 2013, a LG inundou o mercado com sua nova linha Optimus L. Além do L7 II (R$ 680) que abordaremos nesse teste, a empresa coreana lançou o L3 II, o L4 II e o L5 II. Só o L9 ficou de fora, mas rumores dizem que em breve ele será revelado. Com esse monte de aparelhos, a LG pretende estar em todas as frentes do mercado de celulares básicos e intermediários.

Veja análises do iPhone 5s , Galaxy Note III , LG G2 e outros smartphones

O L7 é um aparelho intermediário mais para a "ponta de cima" da categoria. Muito parecido com o L5 II, ele traz upgrades na câmera, processamento, tela e outros itens. Confira o teste.

A favor:

• Bom preço para o que oferece;
• Bateria com boa carga;

Contra:

• Apenas 768 MB de RAM;
• Apenas 1.65 GB de espaço interno livre para o usuário;

Design

Pode-se dizer que o design do L7 II é uma mistura do L5 II com o L3 II. Ele é arredondado como o L3 II, mas é comprido e tem a moldura da tela igual à do L5 II. 

Atrás, além da câmera, do flash, de uma saída de som e do logotipo da empresa, vemos o plástico, em uma cor bem escura, ligeiramente azul. Olhando contra a luz é possível perceber uma textura visual de aço escovado, o que dá um ar sóbrio ao aparelho.

Optimus L7 II tem traseira com discreta textura
Stella Dauer
Optimus L7 II tem traseira com discreta textura

No lado esquerdo temos os botões de volume e do QuickMemo. No lado direito fica apenas o botão de energia, e na parte superior temos a conexão de áudio, juntamente a um microfone. Na parte inferior ficam outro microfone e a conexão micro USB descoberta.

Na frente temos a tela em vidro, além de sensores, uma saída de som, câmera e os três botões do sistema, sendo o Voltar e o menu capacitivos e o do meio, Home, físico, de plástico, bem encaixado na carcaça. Esse botão tem moldura com LED colorido que pisca de acordo com a situação.

Há uma ligeira moldura saliente e prateada ao redor da tela, que acaba impedindo os riscos mais básicos no display, embora não proteja contra tudo. Pesando apenas 118 gramas, ele é leve para seu tamanho e se encaixa bem na mão, ainda mais tendo menos de um centímetro de espessura. É possível mexer nele com apenas uma mão.

Tela

A tela tem bom tamanho, 4.3 polegadas, e conta com tecnologia IPS. Entretanto, a definição é de 480 x 800 pixels, igual à do L5 II, o que faz com que a densidade fique de apenas 217 ppi.

Guia: Veja dicas para escolher seu smartphone

Ainda assim, não é ruim, pois é quase impossível enxergar os pixels na tela. Ela é bem intensa e tem ótima visualização em ângulos mais abertos. Por ter proteção de vidro (que não é Gorilla Glass), o toque é macio, e a resposta do sistema fica bem confortável.

O teclado é estreito na vertical e mais folgado na horizontal, mas em ambos a escrita correu sem problemas, ainda mais com o bom corretor ortográfico de que o sistema dispõe.

Hardware e processamento

Mesmo sendo melhor do que o L5 II, esse aparelho não é um topo de linha, e por isso tem um processador mediano. É certo que o fato de ele ser dual core já ajuda bastante, mas a velocidade é de apenas 1GHz. O chip é um Qualcomm Snapdragon e a GPU é uma Adreno 203. O L7 II vem com 768 MB de RAM, o que é uma melhora em relação ao L5 II.

Conheça 4 tocadores de vídeo para Android

No benchmark AnTuTu o celular marcou 7.497 pontos, ficando bem abaixo do Galaxy SII. No Geekbench 3 ele pontuou 423 no multicore. Para jogos, o L7 II marcou 24.6 fps no benchmark Epic Citadel, em alta performance. Testamos também com os jogos Blood & Glory: Legends e Dead Trigger, e ambos tiveram bom desempenho. Não foi possível testar com jogos maiores pois não havia espaço na memória.

O desempenho para o uso diário foi bom. As transições engasgaram raramente, os efeitos rodam normalmente e não houve lentidão contínua em nenhum app básico como email, navegador, mensagens e outros.

Sistema operacional e usabilidade

Seu Android não é o mais atualizado (a mais recente é a versão 4.4), mas o Jelly Bean 4.1.2 embarcado aqui é mais do que suficiente para seu funcionamento e, levando em conta suas configurações, não perde muita coisa para as mais novas.

Mesmo não sendo um top de linha, a LG não descuidou da interface, e colocou pequenos detalhes que ajudam no dia-a-dia. Na janela de aplicativos você pode ver apenas os apps que baixou, desinstalar outros, movê-los de lugar e formar pastas. A tecla do lado, originalmente para o QuickMemo, pode ser reprogramada para outro app, como a câmera.

Optimus L7 II roda Android 4.1
Stella Dauer
Optimus L7 II roda Android 4.1

Ao ligar o aparelho, a tela de bloqueio mostra horário e data, permite acessar a barra de notificações e também mostra quatro atalhos para aplicativos.

Na barra de notificações há diversos atalhos para conexões, ajuste de brilho, avisos, rotação de tela, modo avião, economia de energia, QuickMemo e outros. Com ele você pode tirar um screenshot da tela a qualquer momento (e em quase qualquer app) e, na imagem salva, realizar anotações que serão salvas juntamente com a foto.

Para personalizar o aparelho, você pode escolher sete efeitos de tela, três temas (com dois meio meigos demais), duas fontes e vinte toques. Nas janelas da home, ao tocar no botão "+" na parte superior da tela, você consegue ajustar o que vai em cada janela, bem como acertar o papel de parede, sem sair de onde está.

Nas configurações você pode, por exemplo, determinar que quando a pessoa para quem você está ligando atende o telefone, o seu L7 II vibre (uma função estranha, aliás, pois parece alguma notificação, e não alguém atendendo). Também pode escolher um horário (quando está dormindo, por exemplo) para que o aparelho fique em silêncio, exceto em alarmes.

Aplicativos

Há um excesso de aplicativos na memória do L7 II. São nada menos do que 53 apps lotando o pouco espaço disponível que há no aparelho. Alguns dos que já vêm na memória podem ser desinstalados, mas ainda assim o prejuízo é grande. Temos os jogos Little Big City e Wonder Zoo ocupando espaço, por exemplo.

Contamos aqui com o pacote do Google um pouco incompleto, o que é estranho. Faltaram apps tradicionais como Local e Navegador GPS, aparentemente sem explicação.

Veja programas para economizar bateria no Android

A LG não precisava ter posto dois navegadores e dois players de música, isso só enche mais o armazenamento, sem necessidade. Poderiam se concentrar em coisas mais úteis, como os apps FileShare (compartilhar arquivos via Wi-Fi Direct) e o Quick Translator (através de uma foto, lê e traduz o conteúdo).

O destaque fica para outros apps que a LG colocou no L7 II: Polaris Viewer 4 (visualizador de arquivos Office), RemoteCall Service (permite que um técnico autorizado faça ajustes à distância no aparelho), LG SmartWorld (loja de apps), Dicionário DioDict, SmartShare (transferir arquivos via DLNA), Tarefas e o Safety Care.

Esse último é um app especial que informa pessoas de sua confiança que você está em uma emergência, enviando localização e alertando quando o telefone estiver sem uso por muito tempo. Há também Facebook e Twitter, com conexão nativa dentro do sistema.

Câmera

Com 8 megapixels, já esperamos bons resultados em matéria de fotografia. Aqui, tivemos resultados variados. Temos características interessantes como foco automático, flash de LED, geotaguamento e até a possibilidade de tirar fotos por comando de voz (basta dizer Cheese, Símile, Whisky, Kimchi ou LG).

Com boa luz, a câmera teve ótimo desempenho. Fotos claras, limpas e muito boas em enquadramentos de paisagens. Temos uma estabilização de imagem interessante, além de modo panorâmico e de disparos contínuos. Ela faz vídeo em qualidade FWVGA e ajustes como modo de cena, ISO, balanço de brancos, brilho, tamanho de imagem, efeitos de cor, temporizador e som do obturador (com sons muito engraçados).

Veja aplicativos para melhorar fotos de celulares Android

Em ambientes com menos iluminação, a imagem fica bastante escura e isso vale até em lugares com um pouco mais de luz. Quando a situação fica entre o claro e o escuro, a câmera já insere alguma granulação nas imagens.

Esse é o modelo mais barato da linha Optimus L a contar com câmera frontal, com sensor VGA nesse caso. Os resultados foram apenas razoáveis, sendo mais indicada para chamadas em vídeo do que para autorretratos. A imagem fica como se estivesse atrás de um vidro.

Música e mídia

O som externo, que sai da traseira do aparelho, é bom. Possui volume alto e o som é claro, com pouca distorção de agudos, embora ainda peque ligeiramente na falta de graves, algo normal em qualquer smartphone. É interessante para ouvir música. Ele também tem rádio FM com RDS, tecnologia que mostra informações sobre a música que está sendo tocada.

Com os fones convencionais que acompanham a caixa, o agudo ainda fica bem pronunciado, mas o volume é alto e a claridade acústica é boa. Há a tecnologia Dolby Mobile Sound Enhancement, mas ela parece apenas aumentar a reverberação e tem um leve efeito de eco. Recomenda-se adquirir fones de terceiros para melhorar a qualidade geral.

A interface do reprodutor de música é bacana e traz atalhos para clipes do YouTube. O player permite ainda ver a letra das músicas, criar listas de reprodução e programar a hora de desligar o áudio.

Para ver vídeos, a tela desse smartphone é muito boa, a definição e o tamanho são decentes. Porém, além de aceitar poucos formatos de vídeo (o que pode ser resolvido com a Play Store), todos os poucos aceitos engasgaram na reprodução. Não sei dizer se isso é um problema pontual ou normal do aparelho.

Em Full HD ele só passa tropeçando, mas em HD quase tudo foi reproduzido sem problemas. No geral, o desempenho do vídeo vai depender do tamanho dele. Mesmo em formatos com definição padrão, ele deu alguns tropeços, por se tratar de um filme muito pesado. Vídeos mais leves, mesmo em HD, passaram normalmente. O som para os vídeos é bom, ainda mais se você segurar o aparelho nas mãos, fazendo uma concha acústica junto à saída traseira.

Bateria e armazenamento

Aqui a LG investiu na bateria, e está de parabéns por isso. Com carga de 2.460 mAh, ela traz uma duração de 18 horas para uso normal, com WiFi (ou 3G) e GPS ligados, conferência de emails, navegação esporádica, duas horas de música e um ou outro jogo.

Optimus L7 II tem bateria com boa duração
Stella Dauer
Optimus L7 II tem bateria com boa duração

Caso o uso seja mais intenso, para filmes e jogos um pouco mais exigentes, esse valor cai para 9 horas. Se você mantiver a Economia de Energia ativada, ela irá entrar em modo econômico somente quando a carga estiver baixa.

O problema que os modelos inferiores da linha Optimus L enfrentam, infelizmente, está presente aqui também. Um aparelho como o L7 II conta com apenas 4 GB de memória interna, sendo que apenas 1,65 GB estão disponíveis ao usuário. Para um modelo nessa categoria, isso é pouco.

A LG tenta contornar o problema enviando um cartão microSD de 4 GB na caixa, mas é um péssimo tapa buraco, pois o problema no pouco armazenamento está no fato de não ser possível instalar apps nos cartões, e sim apenas na memória interna.

Além disso, 4 GB também são muito pouco para quem quiser colocar vídeos e músicas no aparelho, pois um vídeo em boa qualidade já ocupa praticamente 1GB. Se você quiser, pode melhorar um pouco as coisas com um cartão maior, pois ele aceita até 32GB.

O que vem na caixa

A caixa tem o básico para o bom uso do aparelho. Encontrei apenas um manual, o que é ótimo, pois o resto é quase sempre desperdício de papel. Além dele, temos também o aparelho, sua bateria, cabo USB, carregador sem fio pequeno, um cartão microSD de 4GB e fones de ouvido pretos, convencionais, com microfone e botão para atender chamadas.

Para quem é

Com valor bem abaixo dos mil reais, o L7 II é o que se pode chamar de intermediário premium. Ele não chega perto dos aparelhos topo de linha, mas deixa para trás modelos como o L5 II. Com um valor em conta como esse, pode ser a solução para quem precisa de um pouco mais de processamento, mas não pode gastar demais.

O celular conta com uma grande tela, câmera de 8 megapixels, diversas conexões sem fio e processador dual core, embora a RAM de menos de 1 GB ainda seja um tropeço.

Ficha técnica

LG Optimus L7 II P714

Preço: R$ 680
Configuração: tela de 4.3 polegadas com resolução de 480 x 800 pixels, sistema Android 4.1.2 Jelly Bean, processador 1GHz dual core Cortex-A5, 768 MB de RAM, 3G, 4 GB de armazenamento interno, câmera de 8 megapixel com flash LED, Wi-Fi 802.11 b/g/n, WiFi hotspot, WiFi Direct, DLNA, GPS com A-GPS, Bluetooth 3.0.
Dimensões: 12.1 x 6,6 x 0.9 cm
Peso: 118g
Autonomia de bateria: Até 18 horas em stand-by / Até 9 horas em conversação e internet
Itens inclusos: aparelho, bateria, manual, carregador sem fio, fones de ouvido, cartão microSD de 4GB e cabo USB.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.