Smartphone da Nokia roda sistema Windows Phone e tem tela de 6 polegadas

Quando a Samsung lançou o Galaxy Note, no fim de 2011, muitas pessoas achavam que uma tela de 5,3 polegadas era um exagero e que o aparelho seria um fracasso. Pois bem, chegamos a 2014, a linha Note é um sucesso de vendas e 5 polegadas já não é mais tanto assim para uma tela.

LEIA TAMBÉM:
Veja testes do G Flex , Xperia Z Ultra , iPhone 5s , Galaxy S5 e outros smartphones

Até recentemente, quem queria um phablet (smartphone com tela acima de 5 polegadas) podia escolher apenas entre aparelhos com sistema Android. Mas, de olho nesse mercado, a Nokia lançou recentemente dois grandalhões com Windows Phone, o Lumia 1320 e o Lumia 1520, ambos com tela de 6 polegadas. A seguir, você confere o teste do modelo mais básico, o 1320. 

A favor:

- Tela grande com preço acessível;
- Roda com folga o Windows Phone e os principais apps;
- Bateria com boa duração.

Contra:

- Pouca memória interna;
- Acesso ao cartão microSD não é dos mais fáceis;
- Tamanho da tela não agrada a todos os tipos de usuário.

Design

Como outros aparelhos da linha Lumia, o 1320 tem traseira de policarbonato, um tipo de plástico, com acabamento fosco. O visual é elegante e tem a vantagem de acumular poucas marcas de digitais, em relação a modelos com traseira de plástico brilhante. 

Uma diferença em relação ao 1520 é o acesso ao chip da operadora e ao cartão microSIM. Em vez da prática gaveta do modelo mais poderoso, aqui é necessário remover a tampa traseira para inserir os cartões. Não é um processo muito prático.

VEJA TAMBÉM:
10 aplicativos úteis para Windows Phone

Isso não incomoda muito no caso do chip de operadora, que só é inserido uma vez. Mas quem está acostumado a remover o cartão de memória a toda hora do aparelho pode se decepcionar. A recomendação aqui é comprar o cartão com maior capacidade possível (no caso, 64 GB) e não tirá-lo do aparelho.

Lumia 1320 tem corpo em policarbonato fosco
André Cardozo/iG
Lumia 1320 tem corpo em policarbonato fosco

Como qualquer celular com tela de 6 polegadas, o 1320 não é muito confortável no uso com apenas uma só mão. Ele também é ligeiramente maior e mais pesado do que o Lumia 1520. Mas quem procura um celular desse tamanho certamente não liga em ter que usar as duas mãos para fazer qualquer coisa com o aparelho.

Como é obrigatório em todo aparelho com Windows Phone, o Lumia 1320 traz um botão físico específico para disparar a câmera. Ele fica do lado direito, o mesmo em que estão os botões de volume e liga/desliga. O lado esquerdo não traz botões e em cima e embaixo temos apenas a saída para fone e a porta microUSB.

O botão liga/desliga fica bem próximo ao do volume, o que leva a alguns erros na hora de ligar ou reduzir o volume. Mas esses erros tendem a sumir à medida que o usuário se acostuma com o aparelho. 

Configuração

O Lumia 1320 traz chip Snapdragon S4 dual core de 1,7 GHz e 1 GB de memória. Para os padrões do Android, é uma configuração modesta. Mas no Windows Phone a história é outra. A boa integração entre hardware e software faz com que essa configuração rode o sistema com muita tranquilidade. 

O iG testou o aparelho por alguns dias, usando os aplicativos mais comuns e alguns jogos. O aparelho respondeu bem durante todo o teste, sem engasgos. 

LEIA TAMBÉM: Windows Phone cresce 90% em 2013

O Lumia 1320 vem com 8 GB de espaço interno, sendo 6 GB livres. É o suficiente para instalar com folga os aplicativos mais comuns. O espaço pode ser pequeno apenas para aqueles que pretendem instalar jogos pesados. Mas a oferta de games no Windows Phone não é das melhores e nem há tantos jogos pesados assim na loja de apps.

O aparelho tem entrada para cartão de memória, o que garante espaço extra para músicas, vídeos, fotos e outros tipos de arquivo. Vale ressaltar que, com a atualização para Windows Phone 8.1, será possível instalar de apps no cartão de memória.

Tela

A gigantesca tela de 6 polegadas é o maior diferencial do 1320 em relação à maioria dos smartphones do mercado. Nota-se aqui, principalmente na comparação com o 1520, que a tela foi um dos itens nos quais a qualidade foi um pouco reduzida para compensar o preço mais em conta. 

Tela do Lumia 1320 tem resolução HD
André Cardozo/iG
Tela do Lumia 1320 tem resolução HD

Para começar, a resolução aqui é HD (1.280 x 720), em vez da Full HD encontrada em celulares topo de linha. A diferença é perceptível quando o celular é colocado ao lado de outros mais sofisticados.

Os textos em páginas web às vezes ficam ligeiramente borrados e vídeos nos vídeos em alta resolução a qualidade da imagem é boa, mas não excelente.

Mas de forma alguma dá para dizer que a tela é ruim. Ela tem bom ângulo de visão, brilho em bom nível e também vai bem na fidelidade das cores. Apenas não é tão boa quanto a de celulares de primeiro nível, o que era esperado, considerando o preço bem menor do 1320. Para o usuário médio que não fica procurando pixels na tela, ela dá e sobra.

Câmera

Assim como a tela, a câmera é um ponto em que a Nokia optou por componentes básicos para manter o preço atrativo. A câmera traseira do 1320 tem 5 megapixels e flash do tipo LED. De modo geral, a câmera do 1320 é básica.

Ela dá conta do recado para fotos casuais para publicação em redes sociais, mas não é suficiente para agradar entusiastas da fotografia. Em comparação com a câmera do 1520, as fotos do 1320 apresentaram mais granulação, principalmente em situações noturnas.

Sistema e aplicativos

O Lumia 1320 foi testado pelo iG com o Windows Phone 8, mas a atualização para a versão 8.1 deve chegar em breve e trará recursos muito úteis, como um painel de notificações similar ao do iPhone e do Android. A atualização também aumentará o número de colunas de apps na página inicial de três para quatro, algo muito útil em um aparelho com tela grande como o 1320.

LEIA TAMBÉM:
5 minutos com o Windows Phone 8.1

Como outros modelos da linha Lumia, 1320 conta com os excelentes aplicativos de mapas e navegação da Nokia. O aparelho também traz outros apps muito bons, como o Cinemagraph e o Creative Studio, para fotos. 

Lumia 1320 roda Windows Phone 8
André Cardozo/iG
Lumia 1320 roda Windows Phone 8

A maior desvantagem do Windows Phone em relação aos rivais Android e iOS ainda está nos aplicativos criados por terceiros. A situação certamente melhorou muito nos últimos dois anos e os aplicativos mais populares, como Facebook, Twitter, Instagram e WhatsApp, têm versões para Windows Phone.

O panorama no Brasil também melhorou. Entre os grandes bancos, apenas o Santander até o momento não tem app para Windows Phone, mas deve lançar um em breve. Já há também apps para serviços locais muito populares, como os de ônibus.

Mas a variedade de apps ainda não se compara ao Android e ao iPhone. No dia da publicação desta matéria, dos 30 apps mais populares da App Store para iPhone, apenas 15 tinham versões para Windows Phone. Em alguns casos até há apps "genéricos" com funções semelhantes, mas a qualidade nem sempre é a mesma do original. 

A falta de apps é mais sensível na área de games. Games casuais, como Angry Birds, Cut The Rope e Temple Run, estão no Windows Phones. Mas games de ação mais radicais, como Dead Trigger, GTA e outros, não estão. 

De modo geral, a falta de apps deve incomodar mais os fãs de games. Fora isso, quem usa muitos apps pode sentir falta de algum aplicativo mais específico. Mas, para o usuário comum, a situação já melhorou muito e deve continuar melhorando, já que a Microsoft é uma empresa muito forte e vem trabalhando intensamente junto aos desenvolvedores.

Bateria

Nos testes do iG , com vídeo rodando em tela cheia, Wi-Fi ligado e brilho no máximo, o Lumia 1320 funcionou por 10h30. É um excelente valor, superior até ao obtido pelo Lumia 1520 no mesmo teste (cerca de 9 horas).

Comparação com o Lumia 1520

Lumia 1520 é smartphone topo de linha da Nokia
André Cardozo/iG
Lumia 1520 é smartphone topo de linha da Nokia

O iG também testou o Lumia 1520, modelo mais sofisticado com mesmo tamanho de tela lançado juntamente com o 1320.

O 1520 é claramente um smartphone topo de linha, e é sem dúvida melhor do que o 1320 principalmente no quesito câmera (que tem 20 megapixels, lentes Carl Zeiss, flash com LED duplo e tecnologia Pureview).

O Lumia 1520 também tem uma tela com resolução melhor (Full HD) e configuração mais poderosa, com chip Snapdragon 800 quad core de 2,2 GHz e 2 GB de RAM. Tudo isso, claro, custa mais, e o preço é de R$ 2.400. Fica então a cargo de cada usuário decidir se a diferença de mais de R$ 1.000 compensa os benefícios. Para o usuário médio, no entanto, o Lumia 1320 é mais do que suficiente para quem só quer uma tela gigante e rodará os apps mais básicos.

Conclusão

A tela gigante e o preço menor em relação a maioria dos celulares de tamanho similar são os atrativos do Lumia 1320. Ele é um aparelho intermediário, com câmera e tela medianas, e não concorre com phablets topo de linha, como o G Flex e o Z Ultra. O maior concorrente do 1320 acaba sendo o Galaxy Mega, da Samsung (com telas de 5,8 ou 6,3 polegadas), com sistema Android e configuração também mediana.

Ficha técnica

Lumia 1320

Preço médio: R$ 1.300
Configuração: Processador Qualcomm Snapdragon S4 de 1,7 GHz dual core, 1 GB de RAM, sistema Windows Phone 8 com Lumia Black, 8 GB de armazenamento interno (6 GB livres + entrada para cartão microSD de até 64 GB), tela de 6 polegadas com resolução HD (1.280 x 720) e tecnologia IPS, câmera frontal VGA, câmera traseira de 5 megapixels com flash LED, Wi-Fi b/g/n, Bluetooth 4.0, 3G/4G.
Dimensões (cm):  16,4 x 8,5 x 1
Peso (g): 220

CONTINUE LENDO:

Variedade de aparelhos ajuda Windows Phone a passar iPhone no Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.