Aplicativo Siri agiliza tarefas do dia-a-dia

Por David Pogue

Qual a importância de um nome?

Muita, aparentemente. O novo iPhone da Apple se chama 4S. Mas o que as pessoas realmente queriam era um iPhone 5.

iPhone 4S: visual idêntico ao do iPhone 4
AFP
iPhone 4S: visual idêntico ao do iPhone 4
Os rumores que circulavam na internet previam uma revolução. O aparelho teria bordas ultrafinas! Seria transparente! Limparia sua casa, daria carona até o aeroporto e eliminaria todas as imperfeições do seu rosto!

Em vez disso, o que surgiu foi um novo iPhone que é a cara do antecessor: preto ou branco, com vidro na frente e atrás e contorno de metal. No papel, pelo menos, o novo iPhone só tem quatro novidades.

Novidade 1: um processador mais rápido, igual do do iPad 2. Mais velocidade sempre é bom, claro. Mas ninguém estava reclamando da velocidade do iPhone 4.

Novidade 2: uma câmere muito melhor e mais rápida, entre as melhores encontradas em smartphones. Tem uma resolução de 8 megapixels, o que não importa muito, e um sensor de luz muito melhor, esse sim importante. As fotos são nítidas e com boa gama de cores. As fotos feitas com pouca luz e os vídeos gravados em alta resolução chamam atenção. A câmera ainda não tem zoom é só traz um pequeno flash LED. Mas, fora isso, a câmera do iPhone fica perto de alguns modelos de câmeras mais baratas.

Novidade 3: o iPhone 4S funciona em todo o mundo, independentemente da operadora contratada ( nota do editor, nos Estados Unidos, os iPhones anteriores foram vendidos inicialmente apenas em uma operadora ).

Novidade 4: um excelente e transformador recurso de reconhecimento de voz.
Assim como em aparelhos com Android, um ícone em forma de microfone aparece no teclado virtual. Sempre que há uma conexão à internet, é possível ditar mensagens em vez de digitar. Depois de alguns segundos, o texto aparece na tela. O teclado virtual passa a ser cada vez mais um plano B.

A Apple não admite que usa uma versão do Dragon Dictation, o aplicativo grátis para iPhone de reconhecimento de voz. Mas acho que não há dúvidas de que esse é o caso. A função do iPhone funciona exatamente como o Dragon. Mas a versão do iPhone 4S é melhor, pois é um botão do teclado virtual, e não um aplicativo separado.

Siri reconhece voz com precisão

Mas ditar mensagens é só o começo. Em 2010 a Apple comprou uma empresa chamada Siri, cuja tecnologia foi parar no iPhone 4S.

O Siri é apresentado como um ajudante virtual. Um auxiliar assustadoramente preciso e compreensivo. Não é necessário usar nenhuma expressão específica ou treinar a voz. Não é preciso nem segurar o telefone perto da cabeça. É só pressionar o botão Home até ouvir um sinal e falar normalmente ( nota do editor: o Siri entende comandos apenas em inglês, francês e alemão. A Apple está trabalhando para adicionar outros idiomas ).

Dá para dizer, em inglês, “Me acorde às 7h35”, ou “Troque meu alarme de 7h35 para 8h”. Dá para perguntar “Qual o telefone do trabalho do Gary?”, ou “Como chego ao aeroporto?”, ou “Tem algum bom restaurante tailandês perto daqui?”, ou “Me lembre para alugar um filme neste fim de semana”, ou “Quantos dias faltam para o Dia dos Namorados”, ou “Toque Beatles”, ou “Quando nasceu Abraham Lincoln?”.

Siri: aplicativo reconhece expressões cotidianas
Reprodução
Siri: aplicativo reconhece expressões cotidianas
Em todos os casos, o Siri espera alguns segundos e fornece uma resposta perfeitamente elaborada, em uma calma voz feminina.

A variedade de perguntas possíveis é espantosa. O Siri entende frases como “Como estará o tempo em Nova York neste fim de semana?” ou “Vou precisar de um guarda-chuva esta noite?”.

É mais impressionante ainda como as respostas do Siri criam uma conversa. Certa vez, usei a frase “Crie um compromisso com Patrick na quinta-feira às 15h”. O Siri respondeu “Lembre que você já tem um compromisso de um dia inteiro neste dia. Devo agendar mesmo assim?”. Sensacional.

O Siri pode cumprir uma variada gama de funções. Ele pode monitorar ações, informações sobre clima, converter moedas e unidades, acessar dicionário, fazer contas e mais. Ele permite usar a voz para checar o alterar o relógio, calendário, contatos e compromissos. Ele pode ainda ler e-mails e mensagens e ainda acessar o GPS para lembrar compromissos como pegar a roupa após sair do trabalho.

O aplicativo não é, porém, tão inteligente quanto computadores de filmes de ficção. Algumas perguntas mais inusitadas, como “quantos minutos do meu plano ainda tenho?” ou “Como tirar manchas de ketchup” deixam o aplicativo sem palavras. Além disso, o Siri não interage com outros aplicativos. Seria legal, por exemplo, usar uma frase para iniciar um jogo ou exibir algumas fotos.

Segundo a Apple, o Siri vai evoluir com atualizações de software. Mas, mesmo em sua atual versão, o Siri já economiza tempo e muda radicalmente a definição de telefone. Eu uso cada vez mais comandos de voz para situações do dia-a-dia, como para acordar, iniciar uma ligação ou enviar uma mensagem.

É uma pena que o Siri não esteja disponível para iPhones anteriores. Segundo a Apple, o aplicativo exige um processador mais rápido para funcionar. Mas, antes de a Apple comprar a Siri, havia um aplicativo que funcionava bem em outros modelos.

iOS 5 tem novidades na câmera

A maior parte dos recursos de software do iPhone 4S está disponível para outros aparelhos, graças à atualização do iOS 5.

Algumas das mais de 200 atualizações apenas replicam recursos do Android. Por exemplo, uma tela de notificações surge quando se desliza o dedo de cima para baixo na tela. Ela contém novas mensagens, chamadas perdidas, futuros compromissos e outras informações.

Aplicativo da câmera do iOS 5 recorta fotos
Reprodução
Aplicativo da câmera do iOS 5 recorta fotos
Agora é possível ativar a câmera a partir da tela de descanso, o que evita que se tenha que acessar a tela Home do aparelho e ativar o aplicativo da câmera. O botão de volume agora pode ser usado como disparador da câmera. Há ainda alguns recursos básicos para correção de fotos (ajuste de cores automático, recorte e remoção de olhos vermelhos).

O novo iOS usa automaticamente o serviço iMessages para enviar mensagens, fotos e vídeos para iPads, iPhones ou iPods Touch (não é um aplicativo separado, mas sim um recurso incluído no aplicativo Messages). Esse serviço ajuda o usuário a economizar, pois as mensagens não são enviadas como SMS e o envio é grátis.

O serviço iCloud é outra novidade. Como seu antecessor, o MobileMe, o iCloud sincroniza calendário, contatos e mensagens entre tablets, smartphones e computadores. O iCloud também sincroniza fotos, músicas e aplicativos entre todos esses aparelhos, e é grátis.

Novos aparelhos com Android aparecem praticamente toda semana. Já as novidades da Apple vêm só uma vez por ano. Por isso, a Apple tinha uma defasagem considerável. As novidades da Apple trouxeram algumas pequenas falhas. Volta e meia o aplicativo de câmera trava. E, embora a bateria ainda dure um dia em uso, a duração em modo standby caiu (de 300 para 200 horas). Mas, no geral, a Apple fez um excelente trabalho.

A pergunta fundamental não é sobre a importância de um nome. Mas sim sobre o que está no aparelho. E a resposta no caso do iPhone 4S é “Muita tecnologia interessante. E alguns recursos que parecem mágica”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.