Novo tablet da Apple começou a ser vendido no início deste mês nos Estados Unidos

NYT

Por Damon Darlin

O iPad Air é notavelmente mais leve do que seus antecessores. Mas você provavelmente já sabe disso. Os engenheiros da Apple removeram perto de um terço do peso da versão anterior; o Air de 10 polegadas pesa menos de meio quilo.

LEIA TAMBÉM:
Conheça 12 aplicativos de iPad úteis para músicos

O que você pode não saber é o seguinte: esses 181 gramas fazem toda a diferença quando, conforme se encosta para ler um livro ou ver um filme, você se atrapalha e o iPad cai direto em seu nariz. O Air não machuca como o antigo iPad.

A redução de peso e um perfil 20 por cento mais fino também trazem outros benefícios. A alça de minha bolsa não pesou tanto em meu ombro quando o iPad estava dentro dela. Minha mão não se cansou depois de segurar o iPad Air por uma hora enquanto eu assistia a filmes.

Porém, será que a redução de danos ao nariz é o bastante para justificar a compra de um novo iPad se você já possui um dos 170 milhões de unidades que foram vendidas nos últimos 3 anoe e meio? E se você nunca comprou um tablet, será que isso o persuadirá a deixar seu laptop de lado e abraçar uma nova era?

Enquanto chega às lojas do mundo todo, o iPad Air está enfrentando sua concorrência mais dura até então – do Galaxy Note 10.1 da Samsung, do Surface 2 da Microsoft e do Kindle Fire HDX da Amazon. O Google está com um novo tablet Nexus pronto para lançamento.

O iPad Air também competirá contra seu irmão menor, o iPad Mini . No final de novembro, a Apple começará a vender uma nova versão desse tablet, que vem com uma tela Retina de 8 polegadas de alta resolução e o mesmo processador mais rápido encontrado no Air e na nova linha de iPhones.

Tamanho

Então como o Air se sai? Comparado com o Mini, a questão realmente se resume a tamanho. Se tudo que você quer fazer no tablet é ler livros ou assistir a filmes, a tela menor é excelente, e você pode economizar US$100 (o modelo mais barato do Air custa US$500 nos EUA, e o novo Mini custa US$400). Entretanto, eu uso o iPad para trabalhar, ler documentos e ocasionalmente editar e redigir arquivos. Também o uso como uma segunda tela (na verdade é uma quarta, mas não entremos em detalhes) em minha mesa para pesquisar a internet. O terreno extra proporcionado por uma tela maior faz diferença no escritório.

Se decidir que precisa de uma tela maior, você encontrará muitos benefícios no iPad Air. Além de ser leve e fino, ele carrega aplicativos e páginas da web rapidamente – mais rápido do que o velho iPad, pois a Apple personalizou o software para trabalhar muito bem com o processador padrão A7 e vice-versa.

Lançamento do iPad Air movimentou lojas da Apple no início deste mês
Getty Images
Lançamento do iPad Air movimentou lojas da Apple no início deste mês

Ele funciona facilmente por 10 horas com apenas uma carga, exatamente como a Apple promete – apesar do menor tamanho de bateria e da maior demanda de processamento.

Em meu teste de uso bastante intenso, ele baixou e reproduziu três episódios de uma hora de “Game of Thrones” e algumas horas de música. Naveguei pelo Twitter e Flipboard, joguei games e passeei pela web. Esse é quase um dia típico para mim e meu iPad. Ele atravessará um dia normal sem preocupações.

O iPad Air também traz duas antenas para captar sinais de Wi-Fi mais rápido do que o modelo antigo. Chamadas de MIMO (da sigla em inglês para múltipla entrada e múltipla saída), essas antenas fazem uma diferença notável quando seu sinal Wi-Fi está mais fraco, como em um quarto dos fundos ou no porão. É preciso ter um roteador compatível com MIMO para ver a mágica.

Vale a pena?

No entanto, você precisa investir US$500 ou mais por um Air se já possui uma versão anterior do iPad? Perceba que usei a palavra “precisa”. Mesmo amando dispositivos novos e brilhantes, eu realmente não posso lhe dizer para substituir seu iPad velho; as melhorias no novo são incrementais, e não revolucionárias.

Se você nunca teve um tablet, porém, a resposta é outra. Um tablet, especialmente esse iPad, é uma delícia de usar e lhe trará mais horas de alegria do que qualquer outro dispositivo eletrônico que conheço.

Kindle Fire HDX supera iPad Air em teste de tela

A Apple vende o Air em duas cores, preto e branco – mas os chama de cinza espacial e prata, pois essas são as cores na traseira dos aparelhos (é uma empresa peculiar). Ela também vende capas em seis cores por US$ 40, e estojos, também em seis cores, por US$ 80. Pode ter certeza de que as lojas logo estarão repletas de capas e estojos de diversos materiais e designs de inúmeros fabricantes para essa nova versão.

A Apple vende o iPad Air com quatro níveis de memória ou armazenamento. O modelo básico, apenas com Wi-Fi, custa US$500 com 16 gigabytes e acrescenta US$100 em cada nível: 32, 64 e 128 GB. Um dispositivo que também funciona por redes celulares sai por US$130 adicionais.

Então qual modelo você prefere? Um pequeno conselho se mantém desde a era do PC: compre o máximo de armazenamento que puder. Sendo um consumidor puramente financeiro, você compraria o modelo de 128 GB pois o armazenamento fica mais barato conforme se compra mais. Todavia, consumidores puramente financeiros também possuem limitações de orçamento.

Ainda assim, você pode precisar de mais armazenamento do que pensa. Os aplicativos estão cada vez maiores; o Infinity Blade, um jogo popular, consome quase um gigabyte. Quando uma revista digital pode facilmente conter 225 megabytes de dados, não demora muito até se atingir o limite do aparelho. A agonia explode quando você está vendo seriados compulsivamente e precisa baixar vários episódios. Um programa de uma hora pode ter 2,5 GB. Se você não tem essa compulsão, vai ter. Se você já é assim hoje, vai piorar. Planeje-se para isso.

Ainda na liderança

Frente aos outros tablets do mercado, a Apple ainda está em vantagem. Poderia ser mais difícil se a concorrência fosse significativamente mais barata, mas o Surface 2 por US$450 e o Galaxy Note por US$550 não são pechinchas. E eles são mais pesados e não possuem a ampla variedade de aplicativos.

O Kindle Fire HDX de 9 polegadas custa US$380 e é um bom dispositivo para ler e ver filmes, mas compartilha as mesmas desvantagens dos outros rivais do iPad.

O que é tela Retina?

A Apple ainda aumentou as apostas oferecendo seis aplicativos grátis aos compradores do iPad Air: iMovie e iPhoto, para administrar e editar vídeos e fotos; Page, para lidar com documentos; Numbers, para planilhas; Keynote, para apresentações; e GarageBand, para criar música. Esses são alguns dos aplicativos mais populares da App Store e valem US$45.

Embora eu aplauda os engenheiros da Apple por reduzir o peso do iPad sem sacrifícios perceptíveis como duração de bateria ou robustez, algumas coisas ainda precisam ser resolvidas. Eu gostaria de poder ler a tela sob luz direta do sol enquanto uso óculos de sol polarizados. A Apple diz que está trabalhando nisso. 

Eu também adoraria ver um teclado personalizável que me permita mover os símbolos @ e # permanentemente para o teclado principal. Claro, existem atalhos, mas mesmo os usuários casuais do Twitter e Facebook precisam que esses símbolos sejam mais acessíveis.

Ah, e uma maneira de gravar sonhos no iPad seria incrível.

Não tenho certeza se tornar o iPad mais leve será suficiente para persuadir pessoas que nunca sentiram a necessidade de comprar um tablet a correr para a loja da Apple. Contudo, aposto que, mesmo sem aplicativos para leitura no sol e captura de sonhos, muitos farão essa corrida.

CONTINUE LENDO:

Conheça seis rivais do iPad Air

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.