Mais fino e leve, aparelho continua sendo o melhor de sua categoria

Quando o iPad de quarta geração foi lançado, no fim de 2012, a Apple foi criticada por trazer um produto sem novidades. Com a exceção de um processador mais poderoso e do conector Lightning, o lançamento era idêntico ao iPad de terceira geração.

Confira testes do Galaxy Note 8.0 , Memopad HD7 e outros tablets

Com o lançamento do iPad Air, que chegou ao Brasil há poucas semanas, a Apple trouxe mais novidades, mas nenhuma bombástica. O aparelho é mais fino e leve do que seu antecessor e traz um processador mais poderoso. Mas quem já possui um iPad comprado nos últimos dois anos não tem motivos para fazer o upgrade. Confira o teste.

A favor:

- Ótima tela;
- Configuração poderosa;
- Excelente oferta de aplicativos.

Contra:

- Restrições da Apple podem desagradar a alguns usuários.

Design

O iPad Air é 20% mais fino do que seu antecessor, com 7,5 milímetros de espessura contra 9,0 do modelo anterior. O tablet também é mais leve e pesa 469 gramas.

Fora isso, não há grandes mudanças no design. O iPad Air mantém o clássico design do iPad, com apenas um botão físico (Home) na parte frontal. Os botões de volume e liga/desliga também estão nos mesmos lugares (lateral direita e superior, respectivamente).

Configuração

O iPad Air vem com o mesmo chip do iPhone 5S, o A7 de 64 bits com dois núcleos e velocidade de 1,4 GHz. Ele também traz o coprocessador M7, voltado para gerenciamento de dados de movimento (bússola, giroscópio, acelerômetro etc.).

Processador A7 mostra sua força principalmente em games
André Cardozo/iG
Processador A7 mostra sua força principalmente em games

Na prática, o aparelho é realmente muito veloz. O iG testou o iPad Air com uma varidade de aplicativos de produtividade e games "pesados", como Lawless e Batman: Arkham Origins. Mesmo com vários aplicativos abertos, não houve "engasgos" durante o período de testes.

No quesito conexões, o iPad Air vem com os costumeiros Wi-Fi b/g/n e Bluetooth 4.0. A versão testada pelo iG veio também com conexão 3G/4G. O iPad Air tem versões com 16 GB, 32 GB, 64 GB e 128 GB de memória, mas esta última não é vendida no Brasil.

O tablet tem ainda câmeras traseira e dianteira. A câmera traseira tem sensor de 5 megapixels e grava vídeos no padrão Full HD (1.920 x 1.080). A qualidade não é comparável a de um smartphone de ponta. Mas, com boa luz ambiente, mas a câmera dá conta do recado para registrar um momento de família ou fotografar um slide de uma apresentação. A câmera dianteira, de 1,2 MP, é usada para conversas em vídeo com o Facetime ou outros aplicativos da Apple.

Tela

No quesito tela, não houve avanço em relação ao iPad de quarta geração. A tela do iPad Air tem a mesma medida (9,7 polegadas) e a mesma resolução (2.048 x 1.536). A qualidade continua ótima e certamente é a melhor tela do mercado quando são levados em consideração itens como fidelidade e nitidez e ângulo de visão. 

Confira 12 aplicativos grátis para iPhone

Como quase todos os tablets vendidos no Brasil têm telas de 7 polegadas, a tela grande do iPad Air deixa o aparelho praticamente sozinho, em uma categoria à parte. O único rival de peso com tela de tamanho similar vendido no Brasil é o Galaxy Note 10.1 2014 Edition, da Samsung. Outros tablets com telas maiores, como Lumia 2520, Surface e Nexus 10, não chegaram por aqui. A tela grande do iPad Air também faz com que o tablet seja mais adequado para uso doméstico. Quem pretende usar o tablet no ônibus ou metrô pode optar pelo iPad mini ou outro aparelho menor.

Sistema e aplicativos

O iPad roda o sistema iOS 7, que é leve e muito fácil de usar. Ele traz um visual radicalmente diferente das versões anteriores do iOS, mas nenhuma mudança na maneira de interagir. Entre as novidades, a mais útil é um novo painel controle que permite acesso fácil aos ajustes mais usados, como Wi-Fi, brilho da tela e Bluetooth.

iPad Air sai de fábrica apenas com aplicativos da Apple
André Cardozo/iG
iPad Air sai de fábrica apenas com aplicativos da Apple

No quesito aplicativos, o iPad Air leva uma vantagem em relação aos tablets com Android.

O tablet vem com apenas 21 instalados, todos da Apple. Ou seja, nada daquele monte de aplicativos duplicados, demos de jogos que você nunca vai jogar ou aplicativos criados apenas com efeito de propaganda, muito comuns em aparelhos com Android.

Entre os aplicativos já incluídos pela Apple um destaque vai para o Photo Booth. Ele aciona a câmera e divide a tela em nove partes, uma para cada tipo de filtro. Assim, o usuário vê o filtro antes de tirar a foto e captura a imagem já com o filtro escolhido. Além desses, a Apple fornece de graça outros aplicativos bem úteis, como os do pacote iWork (Pages, Numbers e Keynote) o iPhoto (edição de fotos) e o iMovie (edição de vídeo).

Conheça seis rivais do iPad Air

Além desses, claro, o iPad tem mais de 200 mil aplicativos específicos para ele. É outra vantagem em relação aos aparelhos com Android, já que muitos dos aplicativos dessa plataforma foram projetados para smartphones e não proporcionam uma boa experiência de uso em tablets.

Bateria

A bateria sempre foi um ponto forte do iPad, e isso vale também para o Air. Em um teste mais rigoroso, com vídeo em tela cheia, brilho no máximo e Wi-Fi ligado, a bateria chegou a 7h30min. Para efeito de comparação, em outros tablets a média de duração nesta tarefa fica entre 5h30 e 6h00. Em uso moderado, a bateria atinge facilmente as 10 horas divulgadas pela Apple.

Conclusão

O iPad Air mantém a liderança absoluta da Apple quando o assunto é tablet com tela na casa de 10 polegadas. O aparelho manteve a ótima qualidade da tela e traz avanços em tamanho e poder de processamento. E a oferta de aplicativos continua imbatível em relação aos concorrentes.

No fim das contas, a única razão para não comprar um iPad e optar por algum rival com Android é a maior liberdade para instalar aplicativos de fontes alternativas. Outro quesito em que o iPad é questionado é a transferência de arquivos do PC para o aparelho, que exige o software iTunes. No Android é possível fazer isso apenas arrastando os arquivos para a pasta correta. Usuários que valorizam esse tipo de recurso podem se sentir "amarrados" pelo sistema adotado pela Apple.

Ficha técnica

iPad Air

Preço: a partir de R$ 1.749 (versão com 16 GB sem 3G/4G)
Configuração: tela de 9,7 polegadas padrão Retina com resolução de 2.048 x 1.536, 264 ppp e tecnologia IPS, chip A7 64 bits de dois núcleos e 1,4 GHz, coprocessador M7, Wi-Fi b/g/n, Bluetooth 4.0, versões com 16 GB, 32 GB e 64 GB de memória e 3G/4G, câmera dianteira com 1,2 MP e gravação de vídeo em HD (720p), câmera traseira de 5 MP com gravação de vídeo em Full HD (1.080p), 
Dimensões (cm): 24 x 17 x 0,75
Peso (g): 453

CONTINUE LENDO:

Kindle Fire HDX supera iPad Air em teste de qualidade de tela

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.