Estratégia foi adotada para promover o serviço de publicidade móvel da empresa


Por Bianca Hayashi,

da MAC+


A Bloomberg afirma que a Apple está adotando uma outra estratégia para promover o seu serviço de publicidade móvel, o iAd. A empresa de Steve Jobs está abaixando a taxa inicial que cobra das marcas para ter o seu anúncio no iAd, de US$ 1 milhão para apenas US$ 300 mil em alguns casos.

O iAd teve suas taxas cortadas em até 70% para alguns clientes que estão usando os serviços da concorrência, disseram duas pessoas ligadas ao assunto ¿ que não quiseram ser identificadas. Isso sinaliza que a companhia está lutando para transformar a sua liderança em tecnologia em sucesso na indústria da publicidade.

Quando a Apple lançou o iAd há um ano, empresas como o Citigroup e a J.C. Penney foram cobradas US$ 1 milhão a mais para ter as suas campanhas. Hoje, essas marcas não estão usando o iAd e a Apple está oferecendo pacotes baratos, como os de US$ 300 mil.

Esta não é a primeira vez em que a Apple abaixa as taxas cobradas para que os anunciantes apareçam em seu serviço de publicidade. Como lembra o Mac Rumors , há alguns meses, a companhia de Cupertino diminuiu a taxa para até US$ 500 mil, mas aparentemente não foi o suficiente para trazer novos anúncios .

Por outro lado, a Apple diz ter mais de 100 campanhas no iAd e diz que 20 empresas usaram o serviço no último mês, com outras 50 esperando para estrear ainda este ano. Porém, os desenvolvedores de aplicativos dizem que apenas 5 a 15% dos espaços reservados aos anúncios estão sendo preenchidos.

Os anunciantes estão migrando para ao AdMob (da Google), Millennial Media e Greystripe.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.