Fãs da rede social estão insatisfeitos com alterações, que devem entrar no ar nas próximas semanas

Por David Pogue

O Facebook recentemente redesenhou seu site, mudando algumas coisas de lugar e acrescentando novos elementos. Naturalmente, o Facebook mexe frequentemente com seus recursos e essas mudanças costumam enfurecer os usuários. Desta vez, porém, as mudanças fizeram mais do que agitar algumas penas: elas praticamente depenaram as galinhas.

Uma pesquisa do blog de mídias sociais Mashable descobriu que 75 por cento dos fãs do Facebook 'odeiam’ a nova arrumação. O novo Facebook se saiu ainda pior no site de pesquisas Sodahead, no qual 86 por cento deram o polegar para baixo.

Obviamente, sempre que uma empresa com 800 milhões de clientes ativos fizer uma alteração, um percentual previsível ficará descontente. As ondas de protesto se tornaram apenas mais uma querida fase do ciclo. Se você não gosta de mudanças, a tecnologia pode ser o campo errado para você.

As mudanças do Facebook justificam toda essa irritação? Segue um resumo do que foi realizado recentemente, e do que está por vir, e tire suas próprias conclusões.

Timeline: Zuckerberg apresenta a nova página de perfil do Facebook
Getty Images
Timeline: Zuckerberg apresenta a nova página de perfil do Facebook
Timeline : a nova visualização da Timeline (linha do tempo) do Facebook ainda está em teste fechado; o público não conhecerá o recurso por mais duas semanas. Por enquanto, é opcional. Mais adiante, ele substituirá sua atual página de perfil – por isso a reclamação. Mas desta vez a mudança é boa.

Na essência, trata-se de uma linha do tempo de sua vida, retratada numa página de rolagem vertical. Os tempos atuais ficam no topo; seu nascimento é a base. O Facebook a gera automaticamente, usando suas novidades recentes e eventos de sua vida para preenchê-la; quanto mais você volta no tempo, mais o Facebook condensa os eventos. Você pode manualmente expandir ou comprimir várias fases de sua vida, e também adicionar ou remover eventos (isso é bom; caso contrário, todo o período antes de você entrar no Facebook seria uma enorme folha em branco).

Como a Timeline exibe fotos junto das notícias e eventos de sua vida, ela pode em consequência disso tornar-se um rico registro visual de sua vida – ou pelo menos das partes que você deseja tornar públicas.

Agora, se você é o tipo de pessoa que não entende o apelo do Facebook para começar – ''Por que eu iria querer publicar os detalhes íntimos de minha vida na internet?'' _, então a Timeline só vai amplificar sua frustração.

Mas para os usuários comuns, a Timeline tem um propósito real. Por exemplo, se você ficou noivo há alguns meses, apenas os regulares do Facebook entre seus fãs ficarão sabendo. Ah, mas eles poderiam ficar clicando Mais, Mais, Mais, para abrir postagens mais antigas que você fez – mas como eles saberiam fazer isso?

Agora eles podem enxergar o arco de sua vida de maneira visual e divertida – uma ferramenta online genuinamente útil que ninguém realizou dessa forma antes.

Top Stories : o novo recurso Top Stories, por outro lado, não é tão bem-sucedido.

Se você não visitou sua página do Facebook por um tempo, você terá perdido muitas das atualizações de seus amigos – algumas das quais podem ter sido importantes. A preocupação do Facebook era que, uma vez que essas atualizações sumissem da página principal, você nunca saberia que elas existiram.

Portanto, quando você faz seu login agora, o Facebook insere histórias que ele considera importantes bem no topo – grandes histórias que você não viu, independente do quanto elas sejam antigas. Abaixo dessas postagens 'importantes’, você encontrará a lista comum de atualizações, tradicional e cronológica. Antes havia duas listas – Top Stories e Recent News _, mas você tinha de alterná-las manualmente.

Muitas pessoas nunca se incomodavam de fazer isso e perdiam informações importantes como resultado.

Os fanáticos do Facebook reclamam do esquema de Top Stories em diversos aspectos. Primeiro, o que seria algo 'importante’? O Facebook afirma escolher as Top Stories (principais histórias) com base em coisas como qual de seus amigos as postaram, quantos comentários e 'Curtir’ elas receberam, e assim por diante. Mas alguns usuários antigos não gostam da ideia de que alguma outra pessoa – os algoritmos do Facebook – escolham quais histórias colocar nessa importante ...(Continued on next page)

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.