De acordo com o Google, 76% dos pedidos registrados entre julho e dezembro de 2010 foram atendidos

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=tecnologia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597101950484&_c_=MiGComponente_C

O Google atualizou hoje os dados de sua ferramenta de transparência que permite que os governos peçam remoção de conteúdo e o Brasil continua sendo líder no ranking de número de pedidos . Entre julho e dezembro de 2010, o Brasil foi responsável por 263 pedidos de retirada de conteúdo de serviços do Google.

Reprodução
Brasil é o país que registrou maior número de pedidos de remoção de conteúdo do Google

A Coreia do Sul e a Alemanha ficaram com o segundo e terceiro lugar do ranking, respectivamente. Em sexto lugar, os Estados Unidos aparecem com 54 pedidos no mesmo período. No Brasil, 76% dos pedidos foram cumpridos, seja completamente ou parcialmente.

Segundo o Google, o número de pedidos de remoção de conteúdo no Brasil é alto, em parte por conta do grande alcance da rede social Orkut. Além disso, como trata-se de um período em que ocorreram eleições no País, o Google recebeu muitos pedidos para remoção de conteúdo relacionado com campanhas políticas.

Mais recursos

Junto com os resultados dos últimos seis meses de 2010, o Google também mostrou os novos recursos de sua ferramenta de transparência. Agora, é possível ver os dados de cada um dos países, além de explicações sobre que fatos ocorridos no período interferiram nos dados divulgados pela ferramenta.

Pela primeira vez, o Google também divulgou a porcentagem de pedidos de remoção dos governos que foram atendidos, parcial ou totalmente, pela empresa. Os dados aparecem também divididos por serviço, o que ajuda a entender os dados registrados pela ferramenta. Um exemplo é o caso do Brasil, onde o Orkut lidera o ranking de serviços do Google com maior número de pedidos de remoção de conteúdo.

Siga o iG Tecnologia no Twitter Siga o iG Tecnologia no Twitter

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.