Criador do site Qual Canal? falou sobre as da interação entre os meios

A interação entre TV e redes sociais foi tema de uma das palestras da Campus Party 2012 na última terça-feira (7). Anderson Fer, um dos fundadores do site Qual Canal?, que reúne comentários dos usuários nas redes sociais sobre os programas da televisão, explicou as vantagens da interação dos programas de televisão com os as redes sociais.

Leia mais sobre a Campus Party 2012:
Veja o que fazer de graça no evento
Simuladores de carros e aviões fazem sucesso

Anderson Fer explicou a importância da interação entre TVs e redes sociais
iG São Paulo
Anderson Fer explicou a importância da interação entre TVs e redes sociais
De acordo com Anderson, as pessoas sempre comentaram os melhores momentos dos programas de televisão, mas agora essa discussão se estendeu para a internet, principalmente nas redes sociais. E as emissoras e anunciantes devem estimular essa discussão e interação com seu público.

Para Anderson, o primeiro passo é estimular as pessoas a comentarem sobre o programa nas redes sociais (Twitter e Facebook) por meio de hashtags, um agrupador de tuítes relacionados ao mesmo assunto. Outra forma de estímulo é realizar enquetes e decidir o conteúdo veiculado na TV por meio de votações na internet. Ele acredita que é mais fácil votar nas redes sociais do que por telefone. Por fim, as emissoras podem desenvolver conteúdos exclusivos para os internautas, como estatísticas do programas, cenas extras ou making of.

Anderson citou exemplos de aplicativos que proporcionam esta interação. Além do aplicativo que desenvolveu, o Qual Canal?, ele também citou o GetGlue, que permite fazer “check-ins” no momento em que se assiste a um programa e receber adesivos ou outros brindes sobre o programa preferido. Outro aplicativo apresentado pelo palestrante foi o Miso, que reconhece o áudio do programa que está passando na televisão a partir do dispositivo móvel. Após reconhecer o áudio, o Miso exibe informações e conteúdo exclusivo do que está sendo exibido na televisão.

Para ele, todos são beneficiados com esta interação. Os espectadores poderão conhecer novos programas e interagir com outros espectadores. As emissoras poderão aumentar e reter a audiência, além de receber feedback da programação de forma gratuita. E os anunciantes terão maior exposição da marca, além de pode explorar novos canais de publicidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.