Tamanho do texto

Desenvolvedor que criar o melhor aplicativo com informações sobre a cidade receberá R$ 30 mil

A Prefeitura do Rio de Janeiro está com inscrições abertas, até 3 de abril, para a primeira edição do Rio Apps, concurso que premiará com R$ 30 mil o melhor aplicativo que usar informações sobre a cidade. O desenvolvedor pode criar aplicativos para qualquer plataforma, como iOS e Android, além de aplicações baseadas em web (web apps), desde que eles sejam oferecidos de graça por um ano.

O aplicativo pode usar qualquer dado fornecido pelo Rio Datamine, repositório de banco de dados da prefeitura do Rio. Disponível desde o ano passado para os desenvolvedores, as informações do Rio Datamine incluem dados sobre a criminalidade, turismo, saneamento básico, rede hospitalar, entre outros. Todas as informações já aparecem geolocalizadas com base no Google Maps.

Até agora, desenvolvedores de todo o País já inscreveram 37 aplicativos no concurso, que foi lançado em dezembro. Depois da inscrição, a prefeitura do Rio envia um token para o desenvolvedor usar em seus acessos ao Rio Datamine, por motivos de segurança. Entre os critérios de avaliação do concurso estão qualidade técnica da programação do aplicativo, potencial de impacto para a população da cidade e usabilidade.

De acordo com Ricardo Bastos, gerente de negócios da Accedo, agência digital que auxilia a prefeitura do Rio no concurso, o projeto do Rio de Janeiro foi inspirado em um concurso similar realizado pela prefeitura de Nova York (EUA), chamado NYC Big Apps. A prefeitura carioca também desenvolveu o Rio Datamine com base no projeto americano. “O concurso tem potencial para se tornar anual, assim como já acontece em Nova York”, diz Bastos.