Simplificar a interface de TVs é tendência e se tornou preocupação número 1 de grandes fabricantes, como Samsung e LG

Em vez de usar um controle remoto, imagine falar com a TV ou gesticular em frente a uma câmera para trocar de canal ou aumentar o volume. A tecnologia parece futurista demais, mas já está disponível nas TVs da LG e da Samsung lançadas na Consumer Electronics Show (CES) 2012, feira de tecnologia que será aberta ao público hoje (10), em Las Vegas (EUA).

MAIS SOBRE A CES 2012:
Intel mostra notebooks comandados por voz e gestos
Tecnologia permite controlar PCs com os olhos
Mercedes incluirá acesso ao Facebook em seus carros

Para Scott Ahn, diretor global de tecnologia da LG, comandos de voz e de gestos se tornarão cada vez mais fundamentais para simplificar o uso das tecnologias e a novidade não ficou fora das novas TVs que devem chegar ao mercado até o final de 2012. “A interface das TVs se tornará mais natural do que jamais foi, mas foram necessários vários anos de pesquisa para chegar a estas novas tecnologias”, diz Ahn.

Nova versão da TV conectada da Samsung ganhará reconhecimento de voz e gestos
Getty Images
Nova versão da TV conectada da Samsung ganhará reconhecimento de voz e gestos
A Samsung também apostou no reconhecimento de voz e gestos em sua nova linha de TVs. “A plataforma SmartTV evoluirá a cada ano. O usuário poderá ter, a cada ano, uma nova TV com novos recursos”, disse Boo-Keun Yoon, presidente mundial da divisão de eletrônicos de consumo da Samsung. As TVs mais avançadas da marca, que chegam ao mercado até o final de 2012, sairão de fábrica com câmera integrada para reconhecimento facial e de gestos.

Voltando às origens

Simplificar a interação dos usuários com os dispositivos, segundo Shawn Dubravac, diretor de pesquisas da Consumer Electronics Association (CEA), entidade que organiza a CES, é um tendência para o futuro. “Os primeiros controles remotos eram fáceis de usar porque tinham apenas quatro botões, mas os fabricantes encheram os controles de botões, que nunca usamos”, disse Dubravac ontem, em evento pré-CES.

A evolução, segundo o consultor, começou no ano passado, quando alguns fabricantes lançaram seus primeiros controles remotos com sensores para interagir com a TV por meio de movimento, como no console Nintendo Wii. Este foi o primeiro passo para simplificar a tecnologia. “O próximo passo será tornar a interação mais natural”, disse Dubravac.

Além das TVs, o controle de dispositivos por voz e gestos deve chegar, em breve, a outros dispositivos, como computadores (a Intel já demonstrou na CES 2012 os futuros ultrabooks que oferecerão o recurso ) e também em smartphones (até agora, a Apple oferece o sistema mais avançado de reconhecimento de voz, o Siri, do iPhone 4S ).

Chips poderosos chegam às TVs

Com os recursos de reconhecimento de voz e gestos --além da conexão de internet, que deve estar na maioria das TVs lançadas em 2012-- os televisores ficam cada vez mais parecidos com os computadores. Para suportar estas novas funcionalidades de software, no entanto, era preciso desenvolver um novo processador para as TVs, com maior poder do que os atualmente usados.

Novas TVs da Samsung aceitarão comandos de voz
Getty Images
Novas TVs da Samsung aceitarão comandos de voz
No último ano, segundo Ahn, a LG desenvolveu seu próprio chip para TVs, com quatro unidades de processamento gráfico (GPUs) que funcionam ao mesmo tempo. Os resultados mostram imagens cada vez mais nítidas e velocidade maior na navegação na internet por meio da TV e também na instalação de aplicativos, outra tendência para o futuro das TVs conectadas.

A concorrência entre as fabricantes, no entanto, está acirrada. A Samsung também desenvolveu um processador com quatro núcleos para sua nova linha de TVs. Além de suportar os novos recursos de reconhecimento de voz e gestos, o chip foi necessário, segundo Tim Baxter, presidente da Samsung America, para suportar novos recursos de sincronização de conteúdo em nuvem. “Todo o conteúdo armazenado pelo usuário, como fotos, poderá ser acessado a partir de qualquer dispositivo SmartTV ou Galaxy”, disse Baxter. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.