Retirada dos aparelhos acontece após a Apple perder uma disputa sobre o nome do uso iPad

Autoridades chinesas estão retirando iPads das prateleiras após a empresa perder uma disputa judicial contra a empresa Proview sobre o uso do nome iPad, de acordo com o site Business Insider .

Leia mais:
Corte chinesa nega processo da Apple sobre nome iPad

iPad: proibido na China
Getty Images
iPad: proibido na China
De acordo com o site, a Apple comproiu por US$ 55 mil os direitos do nome da Proview, mas, segundo a empresa chinesa, o acordo não inclui o uso do nome iPad no território chinês. Segundo o Business Insider, o iPad está fora das prateleiras, mas ainda disponível para compra, caso o consumidor peça o aparelho a um vendedor.

Ainda segundo o Business Insider, a Apple está recorrendo da decisão judicial. O advogado da Proview, Xiao Caiyuan, acredita que a Apple irá perder disputa judicial e afirma que a Proview está preparada por uma longa briga na justiça.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.