Facebook levará executivos e funcionários do Gowalla para sede em Palo Alto, mas afirma que não integrará tecnologia

O Facebook anunciou na tarde de hoje que comprou o Gowalla, rede social baseada em geolocalização e maior rival do Foursquare . Contudo, com a compra, o Facebook levará a equipe e executivos do Gowalla, mas não o banco de dados, nem o serviço, que será extinto em janeiro de 2012. "Queremos prover uma maneira simples de exportar seus dados, já que o Facebook não está comprando as informações dos usuários", disse Josh Williams, CEO do Gowalla.

Os rumores de que o Facebook planejava comprar o Gowalla começaram no último final de semana, depois que o site da CNN publicou uma matéria sobre a negociação. O Gowalla, assim com o Foursquare, permite fazer check-in (se registrar) em lugares e compartilhar a informação com os amigos. O serviço foi criado há três anos.

De acordo com Williams, a decisão de vender o Gowalla foi tomada depois que ele e o outro fundador, Scott Raymond, visitaram a conferência para desenvolvedores do Facebook, também conhecida como f8. "Depois de algumas semanas ficou claro que para ter um impacto maior era melhor trabalharmos juntos", diz Williams. Ele, os outros executivos, além dos funcionários do Gowalla serão transferidos para a sede do Facebook, em Palo Alto (EUA).

Em nota, o Facebook afirmou que não está comprando o serviço Gowalla ou a tecnologia por trás dele, "mas temos certeza de que a inspiração por trás do Gowalla permanecerá no Facebook".

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.