Mercado de computadores cresceu 16% em relação a dezembro de 2010, mas teria retraído se não fossem as fortes vendas de tablets

Com vendas de 15 milhões de iPad no quarto trimestre de 2012, a Apple pode ter superado a HP no total de computadores vendidos e se tornado a maior fabricante de computadores do mundo. De acordo com a consultoria Canalys, que somou o total de tablets vendidos pela Apple com os 5 milhões de Macs vendidos no mesmo período, a Apple passou a representar 17% do mercado de PCs registrado no quarto trimestre. A HP, agora em segundo lugar, possui 12,7% de participação no mercado.

Vendas do iPad colocam Apple no topo do ranking de fabricantes de computadores em todo o mundo
Getty Images
Vendas do iPad colocam Apple no topo do ranking de fabricantes de computadores em todo o mundo
De acordo com o estudo da Canalys, divulgado hoje, o mercado de computadores cresceu 16% em um ano. A metodologia da consultoria inclui na categoria de PCs os notebooks, desktops, netbooks e tablets. Algumas outras consultorias não consideram os tablets na categoria de computadores, mas entre dispositivos móveis.

Sem os tablets, o mercado de PCs enfrentou um declínio de 0,4% no quarto trimestre de 2011. "As enchentes na Tailândia tiveram impacto em linhas de montagem de computadores, mas os efeitos maiores devem ser sentidos no início de 2012", dizem os analistas da Canalys, no estudo.

O mercado de tablets, segundo a Canalys, representa 22% das vendas totais de computadores em todo o mundo. Além das fortes vendas do iPad no último trimestre de 2012, de acordo com a Canalys, as vendas do Kindle Fire e do Nook Tablet também influenciaram o crescimento do mercado de tablets.

Maioria perde participação no mercado de PCs

Entre os fabricantes de computadores, a Canalys aponta que apenas a Lenovo aumentou sua participação de mercado no quarto trimestre de 2011. O aumento foi de dois pontos percentuais, pequeno em comparação com o crescimento de seis pontos percentuais da Apple. Acer, Dell e HP perderam participação de mercado, de acordo com a Canalys. "Atualmente, a HP está perseguindo uma estratégia de criar um portfólio de tablets baseado em Windows, como o recém-lançado Slate 2, até que o Windows 8 esteja pronto", diz Tim Coulling, analista da Canalys.

Segundo o estudo da Canalys, os ultrabooks, notebooks mais finos e leves, mas com maior poder de processamento, devem ser pouco adotados pelos consumidores até a metade de 2012. As vendas dos produtos devem aumentar depois que a Intel lançar a nova geração de processadores, conhecida como Ivy Bridge. "No curto prazo, os fabricantes sofrerão mais pressão nas linhas de netbooks e notebooks, ainda mais com a chegada próxima da nova geração do iPad", diz Coulling.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.