GPS ajudaria a orientar os desenhos que já apareceram em mais de 25 países desde a década de 70


Por Guilherme Abati

Tecnologias avançadas como o GPS podem estar por trás dos famosos aparecimentos de desenhos gigantescos em plantações.

É o que diz o físico Richard Taylor, um pesquisador da Materials Science Institute da Universidade do Oregon, em nota do TG Daily .

Esses famosos desenhos começaram a surgir com maior frequência na década de 70, apesar de já existirem desde a Idade Média, e mais de 10 mil já foram descobertos em 25 países diferentes . Os primeiros desenhos estudados por cientistas eram simples se comparados aos de hoje. E para Taylor isso acontece devido à evolução tecnológica das últimas décadas. Para ele, o GPS é uma das ferramentas utilizadas pelos desenhistas e contribui bastante para a feitura dos imensos círculos que são feitos em campos de milho, trigo, aveia, arroz, sementes de colza, cevada, centeio, tabaco e até mesmo ervas daninhas.

Mas não é apenas o GPS que é utilizado, segundo o físico. Eles utilizam micro ondas para derreter os caules das plantas e para poder fazer tudo aquilo rapidamente,declara.

Então, tudo leva a crer que com o avanço tecnológico os desenhos tornar-se-ão cada vez ser mais refinados e complexos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.