Caminho para deixar a rede social não é muito fácil

NYT

As redes sociais podem ser uma forma inofensiva e fácil de manter-se atualizado em relação aos seus amigos, à família e às notícias.

Elas também podem ser invasivas, causar dependência e produzir um registro de mau comportamento capaz de prejudicar os relacionamentos ou dificultar a conquista de um novo emprego. E, naturalmente, existem preocupações de privacidade que foram agravadas pela experiência polêmica revelada recentemente na qual o Facebook transformou usuários involuntários em cobaias manipuladas emocionalmente.

LEIA TAMBÉM:
Facebook pede desculpas por estudo psicológico sem aval de usuários

Essa última preocupação pode fazer com que algumas pessoas saiam do Facebook permanentemente. Ou não – essa não foi exatamente a primeira vez que o Facebook realizou algo que fez com que os usuários se afastassem do serviço.

Como abandonar o Facebook

Então, abandonar as redes sociais é a novidade nas redes sociais? Não é fácil saber. Mas se você estiver planejando desaparecer, existem inúmeras formas de fazer isso.

Tipicamente, as pessoas desativam suas contas no Facebook em vez de apagá-las – igual a um casal dando um "tempo" em vez de se separar.

Quando você desativa (ao entrar em Configurações, Segurança, e clicar em Desativar sua conta), o seu perfil desaparece e você é desmarcado das fotos e das publicações dos outros usuários. Contudo, todos os seus dados e perfil permanecem no Facebook e podem ser reativados a qualquer momento. Inclusive, uma opção que você pode escolher ao desativar é: "Isto é temporário. Eu voltarei".

É claro, as pessoas apenas desativam a conta porque é muito difícil excluí-la do Facebook. Para excluir, é necessário pesquisar na rede os termos "excluir conta do Facebook" ou visitar www.facebook.com/help/delete_account .

Uma vez que entre na página de Ajuda, é necessário solicitar a exclusão de sua conta; mas certifique-se de baixar o seu perfil antes de solicitar a exclusão. Visite Configurações, depois Geral, então clique no link que diz, Baixe uma cópia dos seus dados do Facebook.

O seu perfil contém não apenas as suas publicações, fotos, vídeos e outras valiosas tralhas digitais, mas também um registro minucioso de todas as suas atividades no Facebook. Você verá os anúncios em que clicou, como você está sendo abordado, cada vez que você entrou no Facebook e com quais endereços IP, os dados de reconhecimento facial que o Facebook utiliza para reconhecê-lo nas fotos, e muito mais.

Isso fará com que você provavelmente corra para o botão Excluir. Uma vez que solicite a exclusão, os seus dados podem permanecer nos servidores do Facebook por cerca de 90 dias e, depois, o site garante, desaparecerão para sempre.

Veja fotos da sede do Facebook nos EUA

Saída do Twitter é mais simples

O Twitter tem menos saídas dramáticas. As pessoas simplesmente se registram para o serviço e depois desaparecem, geralmente porque não sabem o que fazer uma vez que entram. Ou eles não conseguem nenhum seguidor ou simplesmente não conseguem encontrar nenhum conteúdo interessante. Isso está acontecendo bem mais do que costumava acontecer. De acordo com a apresentação de resultados do Twitter em abril, o crescimento do serviço havia desacelerado e as pessoas estavam renovando os seus feeds com menor frequência do que no trimestre anterior.

E para aqueles que de fato abandonam o Twitter em grande estilo, isso ocorreu por causa de um erro terrível, como o de uma ex-executiva de relações públicas de Nova York que publicou um tweet de péssimo gosto sobre a AIDS na África do Sul antes de embarcar em um voo para esse país, e descobriu, após o pouso, que havia perdido o emprego e a reputação.

Controle a duração de suas publicações

Caso queria permanecer nas redes sociais, existem melhores formas de controlar suas mensagens. Uma ideia é fazer com que as publicações sejam transitórias – ou seja, autodestrutivas após certo período de tempo – ao estilo do Snapchat.

O novo aplicativo chamado Xpire (apenas para iOS) visa permitir a criação de tweets e de publicações temporárias no Twitter e no Facebook, para que você não tenha a preocupação de que suas palavras intemperadas voltem para assombrá-lo. Você pode configurar as publicações para expirarem em questão de minutos, horas, dias, semanas e mesmo meses ou um ano inteiro. No entanto, não me livrei de todas publicações transitórias.

Quando experimentei o aplicativo, tive um índice de expiração de 50 por cento no Twitter. Para a diversão dos meus seguidores, uma publicação sobreviveu. A segunda publicação desapareceu, conforme solicitado, e até desapareceu de um aplicativo de terceiros como o TweetDeck. Contudo, não consegui fazer com que as publicações aparecessem no Facebook de jeito algum, apesar de várias tentativas com múltiplas configurações de tempo. O criador do Xpire, Jesse Stauffer, disse que criaria uma atualização para corrigir o problema.

Em resumo, o aplicativo é tão novo que não recomendo sem ressalvas, mas gosto do conceito.

O que realmente gostei no Xpire foi a capacidade de procurar tweets específicos do histórico e exclui-los. Essa função funcionou bem quando a experimentei. Ela é muito útil caso você se arrependa de algo que disse sobre uma ex, um funcionário ou um desconcertante vício de TV ("Então, Você Acha que Sabe Dançar", ahã).

Infelizmente, o Xpire não consegue fazer o mesmo com um post do Facebook porque o Facebook limita o que desenvolvedores externos podem fazer com o feed de notícias.

O aplicativo também possibilitará excluir os seus tweets anteriores para que você possa começar do zero com o mesmo nome de usuário. Contudo, o Twitter permite que aplicativos de terceiros excluam apenas 3.200 tweets de uma vez, de forma que você tem de exclui-los em blocos separados.

Se você utiliza Android, um aplicativo chamado DLTTR faz a mesma função, e o TweetDelete permite que você exclua os tweets através de uma interface da web.

O Facebook também oferece os mesmos controles de limpeza do seu histórico, inclusive a opção Usar o registro de atividades, que você pode encontrar dentro da opção de Privacidade em Configurações. Nessa opção, você pode rever as fotos individuais e as publicações onde foi marcado, e removê-las caso necessário.

Se você estiver preocupado com algo que você possa ter publicado, clique no link Limitar Publicações Anteriores nas configurações de Privacidade. Essa ferramenta é simples: ela simplesmente limita tudo o que você já postou em sua opção padrão (Amigos, Público e outras configurações). Se você quiser mudar as permissões em publicações específicas ou até mesmo exclui-las, terá de fazer isso individualmente. No mínimo, é um processo maçante.

Para muitos usuários, enfrentar as distrações, manipulações e publicidades direcionadas das redes sociais ainda vale a pena para acompanhar os amigos e familiares. Porém, ainda é sábio exercer o controle sobre o seu histórico nas redes sociais, ainda que abandonar seja um passo muito radical nesse mundo conectado.

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.