Publicidade
Publicidade - Super banner
Dicas
enhanced by Google

Como clonar um disco rígido

Aprenda a usar programas que fazem uma cópia idêntica de todo seu HD atual em um outro

Mauricio Coelho , para o iG Tecnologia |

Um dos problemas mais comuns nos micros é a quebra do disco rígido. Nos notebooks isto ocorre com mais frequência, já que eles podem sofrer trancos constantes durante seu uso. A “morte” do HD costuma ser um baita problema, já que todos os programas e arquivos são perdidos e é necessário reinstalar o sistema do zero.

Uma saída para evitar essa dor de cabeça é fazer a clonagem do HD. Este procedimento é útil também quando se deseja apenas trocar o HD por um de maior capacidade. Também é possível clonar um HD para um HD menor (downgrade), mas o total de espaço usado no HD maior não poderá ultrapassar o tamanho do menor.

Como fazer a clonagem

O primeiro passo é conectar um novo HD ao micro sem desconectar o antigo. Para que o processo funcione perfeitamente, recomenda-se o uso de HDs internos (com interfaces SATA ou IDE).

A clonagem também funciona com HDs externos com saída USB, mas alguns aplicativos de clonagem podem não reconhecê-los, dependendo do modelo. Além disso, HDs externos normalmente não são feitos para serem removidos do case, o que dificulta seu uso como HD nativo caso o disco antigo quebre.

Reprodução
Adaptador pode ser usado para conectar HDs convencionais a notebooks

Feitas essas ressalvas, em desktops, basta instalar o HD interno em uma das baias sobressalentes e conectar os devidos cabos. Nos notebooks a melhor maneira é comprar um adaptador SATA ou IDE e conectá-lo via USB. Alguns notebooks maiores (com telas de 17 polegadas ou mais) possuem uma segunda baia de hd que também pode ser usada.

Em seguida é necessário usar um programa de clonagem de disco rígido. Muitos deles funcionam por meio de um CD de boot. Ele realiza uma cópia idêntica do disco rígido original, inclusive com todos os arquivos ocultos e de sistema. Isto é uma grande vantagem, já que muitos micros vêm com partições de recuperação do fabricante invisíveis e são impossíveis de serem copiadas com um simples copiar e colar.

Após a clonagem, o novo disco funcionará exatamente como o original. Caso haja algum defeito, basta trocar o novo disco pelo antigo e o computador voltará a funcionar normalmente na hora. Algumas atualizações talvez sejam necessárias, mas nada que impeça o uso imediato do PC.

Aplicativos para clonagem

O iG elaborou uma lista com 3 aplicativos para clonar um HD. Confira:

1 - Clonezilla

Reprodução
Clonezilla tem visual pobre, mas é eficaz

A interface do Clonezilla não é das mais fáceis de usar. Mas o modo automático diminui este problema. Nele, basta selecionar o HD fonte e o destino e deixar o resto por conta do programa.

Já os usuários avançados vão gostar do grande poder do modo manual. Ele serve para clonar, fazer backup de partições específicas e restaurar.

Além do HD externo USB, os backups podem ser feitos num DVD ou em um drive de rede local. O Clonezilla suporta os seguintes sistemas de arquivos: FAT/NFTS (Windows), HFS+ (Mac OS X) e ext2/ext3/xfs (Linux).

Por ser um projeto de código aberto, o Clonezilla pode ser baixado gratuitamente neste link .

Feito isto, "queime" a imagem baixada num CD e inicialize o micro por ele.

2 - Acronis True Image Home 2012

Divulgação
Software da Acronis é fácil de usar

Para quem pode pagar US$ 50, com certeza o Acronis True Image é o melhor aplicativo de clonagem. Sua interface é extremamente simples até para os mais leigos. E, caso haja alguma dúvida, cada função escolhida tem um passo-a-passo bem explicado.

O Acronis True Image Home 2012 oferece recursos como sincronização de dados entre micros, agendamento de backups periódicos e três tipos de backup (completo, diferencial e incremental).

Ele pode ser rodado direto do Windows ou por meio de um CD de boot criado pelo próprio aplicativo. Se for preciso fazer uma cópia fiel de um disco rígido com volumes dinâmicos ou diferentes sistemas de arquivos, basta instalar o complemento Plus Pack, oferecido no site do desenvolvedor.

O Acronis True Image pode ser testado gratuitamente por 30 dias.  Baixe-o neste link .

3 - DriveImage XML

Reprodução
Driveimage XML cumpre bem as tarefas básicas de clonagem

A grande vantagem do DriveImage XML é que ele pode rodar diretamente do Windows e, durante a clonagem, o micro pode ser usado para outras tarefas. A função de clonagem é chamada "Drive to Drive".

Em termos de recursos adicionais o aplicativo não deve nada aos concorrentes de grande peso.

Sua interface deixa a desejar, mas isto não atrapalha seu uso. Os backups também podem ser agendados, mas este recurso funciona com maior eficiência no Acronis True Image.

Para uso doméstico, o DriveImage XML é gratuito e pode ser baixado neste link .

Leia tudo sobre: clonagembackup

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG