Serviço oferece livros, filmes e programas para smartphones e tablets com sistema do Google. Veja dicas para usar o serviço com segurança

Com mais de 700 mil aplicativos, além de milhares de livros e filmes, a Google Play é loja de aplicativos oficial do Android, sistema operacional do Google incluído em celulares de vários fabricantes. Para comprar algo na Google Play, basta ter uma conta no Google e possuir um cartão de crédito ou débito válido.

Um dos maiores atrativos da Google Play está nos recursos de gerenciamento de dispositivo. Muitas vezes ignoradas por quem comprou seu primeiro smartphone, essas ferramentas agilizam muito a instalação de aplicativos nos celulares com Android.

Google Play é componente essencial do sistema Android
Stella Dauer
Google Play é componente essencial do sistema Android

Na Google Play, todo o conteúdo digital está em nuvem. Portanto, tudo que é adquirido pode ser acessado de qualquer dispositivo móvel com Android, bem como de qualquer computador com um navegador de internet compatível.

Isso pode ser feito sem a necessidade de sincronização entre aparelhos ou uso de um aplicativo para transferir o conteúdo do computador, como, por exemplo, o iTunes.

Muitos usuários novatos usam a Google Play apenas por meio do smartphone e não aproveitam os recursos da versão para PCs. Um dos mais úteis é a possiblidade de instalar aplicativos no smartphone mesmo quando se está longe dele. Ao escolher um aplicativo na loja por meio do computador, ele é automaticamente enviado para o aparelho. 

Outra vantagem é que, depois de comprado, um aplicativo ou conteúdo fica disponível para todos os aparelhos Android do usuário. Assim é possível, por exemplo, começar a ler um livro digital no computador e terminá-lo depois em um tablet ou smartphone.

A Google Play permite armazenar em nuvem até 20 mil músicas compradas ou enviadas. Os vídeos ainda não podem ser enviados como no Youtube, o que faz do Google Play somente uma locadora neste sentido. E nem todos os vídeos estão disponíveis para todos os países. O Google, por enquanto, direciona quais conteúdos podem ser acessados ou comprados por cada país. 

Segurança na Google Play

Os casos de aplicativos maliciosos no Android são conhecidos. Há casos documentados de aplicativos que roubam de número de cartões de crédito, senhas de banco, senhas de redes sociais e outras informações particulares.

Google Play também vende filmes
Reprodução
Google Play também vende filmes

Essas falhas decorrem da pouca vigilância do Google em relação aos aplicativos publicados na Google Play. Como não existe um rígida regulamentação, qualquer desenvolvedor pode adicionar à Google Play seus aplicativos.

O Google tem um sistema de verificação de aplicativos, o Google Bouncer, mas este sistema muitas vezes é ineficaz. Por consequência, aplicativos com funcionalidades ou códigos maliciosos são aprovados e liberados para serem oferecidos na Google Play.

Por isso, é necessário tomar algumas medidas para evitar aplicativos nocivos ao aparelho. Veja alguma dicas:

-- Desconfie de jogos muito parecidos com games de sucesso como Angry Birds ou Temple Run. Jogos são uma das categorias com maior incidência de aplicativos maliciosos.

-- Desconfie também de aplicativos que prometem funções boas demais para serem verdade, como "entre em qualquer rede sem fio mesmo sem senha", "acesse de graça sites pagos" e outros. 

-- Antes de baixar, verifique o nome do desenvolvedor. Veja sua página no Google Play e verifique se ele tem outros aplicativos à disposição. Procure também o site do desenvolvedor.

-- Verifique também os comentários do aplicativo. Caso ele tenha muitas notas baixas ou reclamações de outros internautas, é provável que exista algo de errado com ele.

-- Se você é do tipo que baixa aplicativos constantemente, pode valer a pena também instalar um antivírus para Android. Mas leve em conta que este tipo de aplicativo costuma consumir bastante memória, o que pode ser um problema em aparelhos básicos. 

Caso suspeite de algum aplicativo, mande um e-mail para (security@android.com). Assim, o Google é alertado sobre o problema e pode verificar se o aplicativo é ou não malicioso e, em caso positivo, eliminá-lo da loja.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.