Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Disputa entre Oracle e Google sobre patentes do Android vai a julgamento

Oracle também processará HP e SAP neste semestre

Reuters |

SAN FRANCISCO - A Oracle deve ir a julgamento na próxima semana contra o Google, em uma disputa de alta importância em relação à tecnologia de smartphones, o maior caso em um ano que está se delineando para ser intenso para a companhia gigante de softwares nos tribunais.

Leia mais:
Google propõe pagar à Oracle porcentagem de receita com Android
Oracle pede R$ 2,2 bilhões ao Google por quebra de patentes

Getty Images
Oracle alega violação de patente da lingagem Java nos aparelhos com Android
A seleção do júri deverá ocorrer na segunda-feira em uma corte federal em San Francisco. A Oracle reclama que o sistema operacional Android, do Google, ignora os direitos de propriedade intelectual da linguagem de programação Java. O Google afirma que não viola as patentes da Oracle.

O caso é o primeiro dos quatro julgamentos que envolvem a Oracle agendado para os próximos meses, todos nos Estados Unidos, sendo três na Califórina e um em Nevada.

Os outros incluem um previsto para o final de maio contra a Hewlett-Packard sobre o microprocessador Itanium, um novo julgamento contra a SAP em junho sobre violação de direitos autorais, e outro de direitos autorais contra a concorrente menor Rimini Street, esperado para o final do ano.

A porta-voz do Google não quis comentar sobre o impacto dos vários processos sobre a gestão da empresa.

A Oracle processou o Google em agosto de 2010, sobre sete patentes do Java, que a Oracle adquiriu quando comprou a Sun Microsystems. Logo no início, as estimativas de prejuízos eram de US$ 6,1 bilhões. Mas o Google limitou as reclamações da Oracle e agora permanecem apenas duas patentes, reduzindo os possíveis prejuízos.

A Oracle está buscando aproximadamente US$ 1 bilhão em violação de direitos autorais. Nas duas patentes, a companhia rejeitou uma oferta de acordo do Google de US$ 2,8 milhões, mais 0,5% da receita de uma patente do Android que expira em dezembro e 0,015% de uma segunda patente que expira em abril de 2018.

Por Dan Levine

 

Leia tudo sobre: oraclegoogleandroidsmartphone

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG