Rusga familiar virou piada na Grã-Bretanha depois que o e-mail de uma mulher repreendendo os supostos modos ¿grosseiros¿ de sua nora foi parar na internet

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=tecnologia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597101974446&_c_=MiGComponente_C

Carolyn Bourne, 60, proprietária de uma fazenda de rosas de Devon, na costa oeste da Inglaterra, está sendo chamado de sogra dos infernos desde que o seu puxão de orelha na nora Heidi Withers, 29, se transformou em viral na internet, foi notícia em praticamente todos os jornais britânicos e virou alvo de debate em programas matinais de TV nesta quinta-feira.

BBC
Carolyn Bourne não aprovou os modos de sua futura nora

O e-mail foi escrito após uma visita de Withers e seu noivo, Freddie, na casa de Bourne, em Devon. Já está na hora de alguém lhe explicar sobre bons modos. Os seus obviamente não existem, sinto pena de você, escreve a sogra.

A mensagem foi encaminhada pela nora para algumas amigas, que por sua vez a enviaram a outras pessoas, que por sua vez passaram o e-mail adiante e assim sucessivamente, até que o texto se transformou em viral e caiu no conhecimento geral do público.

Reproduzindo trechos do e-mail, como fizeram outros meios de comunicação britânicos, o jornal The Independent resumiu o espírito das reportagens que têm circulado no país sobre o caso: O casamento já ia ser difícil. Agora promete ser excruciante.

Leia trechos do e-mail:

Eis alguns exemplos da sua falta de modos:
Quando estiver hospedada na casa alheia, não declare o que você come ou não come, a não ser que tenha alguma alergia.

Não comente que não teve comida o suficiente.

Não comece antes de todo mundo. Não se sirva novamente sem ser convidada por seu anfitrião.

Quando hospedada na casa de alguém, não fique na cama até o fim da manhã se a casa se levanta cedo, siga as normas da casa.

Em nenhum momento ofenda a família da qual você está prestes a fazer parte, e definitivamente não em público.

Você normalmente chama as atenções para si. Talvez deva se perguntar por quê.

Ninguém se casa em um castelo a não ser que more nele. É um comportamento ostentoso, de celebridade.

Entendo que seus pais não possam contribuir muito para pagar os custos do seu casamento. (Não há nada de errado nisso, exceto que o costume é tal que se presume que eles tivessem poupado ao longo dos anos para os casamentos de suas filhas.)

Se esse for o caso, seria delicado rever as suas expectativas e ter um casamento mais modesto, de acordo com a renda de ambos.

Pode-se pensar que Heidi Withers esteja se dando tapinhas nas costas por ter fisgado um jovem tão bom partido. Tenho pena de Freddie.

Siga o iG Tecnologia no Twitter Siga o iG Tecnologia no Twitter

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.