Leap permite controlar o computador com a ponta dos dedos

Acessório é mais preciso que Kinect e deve chegar este ano ao mercado

Mauricio Coelho - para o iG Tecnologia | - Atualizada às

Quando o filme "Minority Report", com Tom Cruise, foi lançado em 2002, muita gente imaginou como seria interessante usar os computadores simplesmente com movimentos das mãos no ar. Alguns anos mais tarde, este poder de controle em 3D sem toques e por gestos apareceu no Kinect, da Microsoft.

LEIA TAMBÉM:
Startup desafia Microsoft com primeiro rival do Kinect para Windows 

Mas outra empresa, bem menor, quer entrar nessa área com a tecnologia Leap Motion. Conheça melhor o equipamento a seguir.

Como funciona?

Divulgação
Leap Motion possui câmera e sensores que criam espaço de interação 3D

A tecnologia usada pelo Leap é parecida com a do Kinect. Ela é baseada em feixes de LEDs infravermelhos e lentes que captam a deformação das luzes emitidas.

Mas a tecnologia da Microsoft detecta no máximo variações de movimentos de um pouco menos de 1 centímetro. Já o Leap, segundo o fabricante, pode perceber variações de apenas 0,01 milímetro.

O Leap pode ser conectado a qualquer PC ou Mac por meio de uma porta USB 2.0.

Após conectado basta instalar a versão do programa de controle do Leap correspondente ao seu sistema operacional.

Qual é a diferença em relação aos concorrentes?

Especula-se que o Leap tenha um maior número de microcâmeras e diferentes padrões de emissão de luz para alcançar o altíssimo nível de precisão. Mas um fato claro é que o aplicativo que gerencia o dispositivo é um dos grandes responsáveis por tamanho desempenho.

Outra vantagem é o fato de o Leap não sobrecarregar o processador (ele consome apenas cerca de 2% dos recursos), como acontece com muitos concorrentes com foco profissional (por exemplo, Swiss Ranger 4000). Como já existem diversas empresas pesquisando tecnologias similares há anos, não será surpresa caso comecem a surgir processos de patente contra os desenvolvedores do Leap.

Qual o uso prático desta tecnologia?

A intenção do criador da tecnologia da Leap Motion (David Holz) é aposentar o velho mouse. Segundo ele, este é um periférico desnecessário nos dias de hoje. Uma das grandes preocupações do Leap é fazer com que o usuário controle o computador sem que os braços tenham que ficar estendidos no ar.

E o Leap consegue fazer isto de forma eficaz, já que é possível controlar o computador somente com pequenos movimentos das pontas dos dedos e o restante da mão pode ficar descansando em cima da mesa ou teclado.

A vida de profissionais que precisam usar o gesto da pinça, arrastar ou girar objetos exibidos na tela será facilitada com o Leap. Entre os profissionais que podem se beneficiar com a nova interface estão médicos, artistas digitais e engenheiros. Com o tempo, é possível também que os games tirem proveito na nova tecnologia.

O Leap está em pré-venda e custa US$ 70 no site do fabricante. A previsão de entrega destas poucas primeiras unidades é para o fim deste ano. O próximo passo da empresa, já em vista, será tentar embutir o acessório em notebooks e tablets, já na etapa de produção. Assim, muito em breve poderemos ver com mais frequência pessoas acenando para a tela de seus micros.

Leia tudo sobre: leap motionkinect

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG