Publicidade
Publicidade - Super banner
Especiais
enhanced by Google
 

Startup desafia Microsoft com primeiro rival do Kinect para Windows

Acessório que permite interação por meio de gestos com computadores chegará ao mercado até o final deste ano e custará US$ 70, 28% do valor do Kinect nos EUA

Claudia Tozetto - iG São Paulo |

Um dispositivo do tamanho de um iPod chegará ao mercado americano até o final do ano com a promessa de mudar a forma como as pessoas interagem com os computadores. O Leap é um acessório que, conectado por meio da porta USB, usa uma câmera e sensores infravermelhos para detectar os movimentos do usuário e transformá-los em comandos para programas instalados no computador.

LEIA TAMBÉM:
Leap permite controlar o computador com a ponta dos dedos

A ideia é a parecida com a proposta do Kinect, acessório da Microsoft que chegou primeiro ao console XBox 360 em junho de 2010. Desde então, jogadores podem interagir com os games apenas com gestos, reconhecidos por uma câmera especial colocada em frente à TV. Jogadores passaram a controlar os movimentos de uma forma mais intuitiva e simples e, para muitos, o Kinect aposentou o controle direcional.

O produto foi um sucesso e vendeu 8 milhões de unidades nos primeiros 60 dias. Em fevereiro de 2012, a Microsoft resolveu apostar em uma versão do produto para funcionar com o Windows, sistema operacional para PCs – mesmo alvo de David Holz e Michael Buchwald, dois empreendedores do Vale do Silício (EUA), ao iniciar ao fundar a Leap Motion há quatro anos.

Segundo Buchwald, o Leap identifica o movimento dos 10 dedos individualmente em um espaço de interação 3D de 0,22 metro cúbico. A tecnologia por trás do dispositivo, segundo a empresa, torna o produto 200 vezes mais preciso do que o Kinect. “Nossa tecnologia é a única focada em trazer o controle por gestos para o computador, em vez de tentar adaptar o que foi desenvolvido para TV”, disse Buchwald, em entrevista ao iG. Confira no vídeo (em inglês) abaixo uma demonstração de como o Leap funciona:

O Leap funciona em computadores com Windows, MacOS e, em breve, terá suporte para Linux. O objetivo de longo prazo, porém, é permitir que os usuários interajam por meio de gestos com carros, eletrodomésticos, smartphones, tablets e outros dispositivos. “Nossa visão é de que, em um futuro próximo, nossa tecnologia possa ser usada na maioria dos eletrônicos”, diz Buchwald.

O potencial da Leap Motion atraiu investidores. Até o momento, a empresa já captou US$ 14,5 milhões (cerca de R$ 29,4 milhões) em investimentos de venture capital e também investidores-anjo. Uma das empresas, a Highland Capital, anunciou na última segunda-feira (17) que um de seus principais executivos, Andy Miller, será o novo presidente e diretor de operações da Leap Motion. Miller era chefe da plataforma de publicidade da Apple, chamada iAd, até agosto de 2011.

Preço baixo deve atrair público

Além da precisão, outro fator aumenta as chances do Leap contra o Kinect para Windows: o preço. O aparelho, que já está em pré-venda, custa US$ 70 (cerca de R$ 142), enquanto o Kinect para Windows custa US$ 250 (cerca de R$ 508) nos EUA. O produto, ainda em fase de produção, começará a ser entregue a partir de dezembro de 2012. A empresa não divulga quantas unidades do Leap já foram encomendadas.

Divulgação
Michael Buchwald, CEO da Leap Motion: tecnologia focada em software permite dispositivo simples e barato

“Adotamos um método de detecção de movimentos bastante baseado em software e o dispositivo, em si, é simples, o que nos permite oferecer uma tecnologia mais avançada, mas por um preço mais baixo”, diz Buchwald.

No Brasil, é possível encomendar o Leap por meio do site oficial, mas o valor do produto pode subir por conta de taxas de envio internacional e impostos. A Microsoft, por outro lado, já vende oficialmente o Kinect para Windows no Brasil desde junho por R$ 1 mil, o dobro do preço cobrado nos EUA, por conta de custos de importação e da alta carga tributária no País.

Em busca de aplicativos

O produto chegará em breve às mãos dos consumidores, mas ainda faltam aplicativos que suportem a interação por gestos. Encontrar desenvolvedores para criar novos aplicativos ou ajustar os já existentes para a tecnologia é um dos maiores desafios, tanto para a Leap Motion, como para a Microsoft. “Estamos distribuindo milhares de kits de desenvolvimento para os interessados”, diz Buchwald.

No início de 2012, a Microsoft lançou o primeiro kit de desenvolvimento oficial do Kinect para Windows, compatível com Windows 7. Com o uso do kit, os desenvolvedores podem criar aplicativos acionados por gestos para empresas ou usuários domésticos. Até o momento, no entanto, ainda não existe uma loja de aplicativos do Kinect para Windows.

A Leap Motion também pretende liberar, junto com o lançamento oficial do produto, em dezembro, uma loja de aplicativos própria, onde os desenvolvedores poderão oferecer seus programas aos usuários. “Estamos empolgados com as ideias que os desenvolvedores têm enviado ao pedir acesso ao nosso kit de desenvolvimento”, diz Buchwald.

Leia tudo sobre: leap motionkinect

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG