Empresa tenta seduzir atuais usuários do Windows com atualização por preço baixo, mas dificuldade com nova interface e falta de aplicativos ainda preocupam consumidores

O Windows 8, nova versão do sistema operacional da Microsoft, chega a diversos modelos de desktops, notebooks e tablet à venda nas lojas de 140 países em todo mundo, inclusive o Brasil, nesta sexta-feira (26). Até agora, mais de 1 mil modelos de computadores com Windows 8 já foram certificados pela Microsoft em todo o mundo, mas apenas uma fração chegará ao mercado brasileiro ainda no mês de outubro.

LEIA TAMBÉM:
Tudo sobre o sistema operacional Windows 8
Primeiro contato com Windows 8 confunde consumidores
Tablet Surface tem capa que vira teclado

"Mais de 60 modelos chegarão às lojas nas primeiras quatro semanas após o lançamento", diz Priscyla Alves, gerente-geral da Microsoft para Windows no Brasil. A Microsoft não divulgou quantos computadores com Windows 8 chegam às lojas em 26 de outubro no Brasil. Segundo o iG apurou, cerca de 30 modelos de computadores com Windows 8 chegam às lojas entre outubro e novembro. Outros modelos só têm estreia programada para os meses seguintes, alguns deles só em 2013.

Além da pouca variedade de computadores disponíveis nas lojas, nem todas as versões do Windows 8 estarão disponíveis para todos os consumidores no dia do lançamento. A Microsoft só começou a vender a atualização para Windows 8 Pro (versão profissional) para computadores que já rodam Windows. Ela custa R$ 69 (preço promocional) no Brasil, mais baixo do que o valor cobrado pela empresa nos Estados Unidos.

A versão comum do Windows 8, para usuários domésticos, ainda não tem data para chegar às lojas, nem preço definido. "Vamos esperar o final da promoção do Windows 8 Pro para depois começar a oferecer o Windows 8", disse Priscyla. A Microsoft também começa a vender o tablet Surface nos Estados Unidos e em uma série de países nesta sexta-feira, mas ainda não há previsão de quando o produto chegará ao Brasil.

Loja de aplicativos

Além da chegada do Windows 8 ao Brasil, a Microsoft também anunciou a abertura da versão brasileira da Windows Store , loja online de aplicativos. Essencial para os usuários, principalmente aqueles que comprarem tablets com o Windows RT (versão do sistema para dispositivos com chips baseados em arquitetura ARM), a loja ainda tem poucos aplicativos disponíveis. A empresa não divulga o total de aplicativos disponíveis no Brasil e em outros países.

Windows Store estreia no Brasil com poucos aplicativos em português
Reprodução
Windows Store estreia no Brasil com poucos aplicativos em português

"Já temos mais aplicativos do que as lojas da Apple e do Google tinham quando foram inauguradas", diz Chris Capossela, diretor de marketing global da Microsoft. "Em um curto período de tempo teremos uma plataforma maior do que qualquer outra."

A Apple e o Google, os dois maiores concorrentes da Microsoft no mercado de dispositivos móveis, já oferecem 700 mil e 600 mil aplicativos, respectivamente.

Durante a festa de lançamento do sistema, realizada em São Paulo nesta quinta-feira (25), os executivos da Microsoft mostraram poucos aplicativos para Windows 8 em português, entre eles um aplicativo da Saraiva para comprar e assistir filmes, um aplicativo do banco Bradesco e outro do Bing, com foco em planejamento de viagens. "Temos mais de 400 mil desenvolvedores Windows em todo o mundo", diz Capossela.

Resistência à mudança

Antes de enfrentar as críticas pelos poucos aplicativos disponíveis em sua loja, porém, a Microsoft precisa vencer um outro desafio: convencer os usuários a aceitar o novo. O Windows 8, com sua nova interface para computadores e tablets com tela sensível ao toque, representa a maior mudança da empresa no sistema operacional em 15 anos, desde o lançamento do Windows 95.

O Windows 8 mantém o desktop clássico do Windows como opção para seus usuários, mas a interface padrão é radicalmente diferente. Inicialmente batizada de Metro (o nome foi abandonado depois que a Microsoft perdeu uma disputa pela marca para a empresa alemã Metro AG), a nova interface substitui os tradicionais ícones na área de trabalho por blocos dinâmicos numa página chamada "Início", que mostram notificações dos aplicativos.

"Nossa interface já foi testada por milhares de pessoas, que não tiveram dificuldade para se acostumar com o sistema", defende Michel Levy, presidente da Microsoft no Brasil. Contudo, diversos consumidores que adotaram as versões de teste do Windows 8 relataram dificuldades para aprender como interagir com o computador, como encontrar a função "Desligar" e como alternar entre o modo desktop e a nova interface.

Aposta no futuro

Até agora, a Microsoft ainda engatinha com o Windows Phone , sistema operacional para smartphones, adotado apenas pela Nokia como sistema principal. De acordo com o Gartner, o Windows Phone ainda representa apenas 3,5% das vendas globais de smartphones.

Além do Windows Phone, o Windows 8 é parte fundamental da estratégia da Microsoft para explorar o mercado de dispositivos móveis , sem deixar de lado seu legado entre os computadores pessoais, que garante mais de 90% da receita da empresa. Com o sistema, a Microsoft tem a possibilidade de oferecer uma experiência diferente dos tablets que estão no mercado, como o iPad, ao mesmo tempo em que mantém os clientes que usam o PC para trabalhar.

"O lançamento do Windows 8 significa o início de uma nova era para a Microsoft", disse Levy, durante a abertura do evento de lançamento do Windows 8 no Brasil. "Uma onda de inovação acontecerá logo depois deste lançamento, com um portfólio de equipamentos renovado. O novo sistema oferecerá um mar de oportunidades para os nossos parceiros."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.