Celulares, relógios inteligentes e carros sem motorista já foram tema de filmes e livros; hoje, esses e outros avanços já estão nas ruas

A frase "a vida imita a arte" é muito usada para classificar padrões de comportamento ou situações que saem de páginas ou telas para a vida real. Mas o conceito também pode ser aplicado à tecnologia. Muitos dos produtos demonstrado como pura ficção há alguns anos hoje em dia fazem parte de nosso cotidiano. A seguir, o iG reúne sete avanços que saíram da ficção para a realidade.

Moto voadora

As cenas de perseguição com speeders eram momentos de grande emoção dos filmes da série Star Wars. A startup americana Aero-X se inspirou no filme para criar uma moto que flutua, também chamada de Aero-X. A empresa já vende essa moto nos Estados Unidos.

Saiba mais sobre a Aero-X no site oficial .

Armadura à prova de balas

Criado em 1963, o personagem Homem de Ferro trouxe o conceito de uma armadura superpoderosa e à prova de balas. O Pentágono está desenvolvendo uma versão real desta armadura. Chamada de TALOS (Tactical Assault Light Operation Suit), essa armadura será à prova de balas e conterá câmeras de 360 graus. A TALOS também será capaz de detectar ferimentos e aplicar pomadas em algumas partes do corpo. É possível ainda que a TALOS dê ao soldado força além do normal.

Skate que flutua

Durante muitos anos, os fãs do filme "De Volta Para o Futuro" sonharam com um skate flutuante, igual ao de Marty McFly. Neste ano esse sonho ficou mais perto de virar realidade com o Hendo Hoverboard, skate que flutua sobre determinadas superfícies.

Saiba mais sobre o Hendo Hoverboard

Carro sem motorista

Em uma das passagens cômicas do filme Total Recall (1990), Arnold Schwarznegger embarca em um táxi dirigido por um robô. Atualmente, projetos como o carro inteligente do Google prometem carros que não precisam de motorista para se deslocar.

Carros sem motorista podem virar realidade até 2018, diz Renault

Telefone celular

Nos anos 1960, a comunicação sem fio era tão impensável que era tema de ficção científica. No seriado Star Trek, o capitão Kirk e seus comandados usavam o Communicator para se comunicar com a Enterprise. No final dos anos 1990, os celulares de formato flip usaram um formato similar ao gadget do seriado.

Relógio inteligente

Nos quadrinhos dos anos 1940, Dick Tracy usava um relógio que também servia como comunicador. Relógios inteligentes lançados nos últimos anos funcionam como celular e têm diversas outras funções.

Saiba mais sobre relógios inteligentes

Reconhecimento facial

No filme Minority Report (2002), o personagem de Tom Cruise passa por diversas situações em que o reconhecimento facial é usado corriqueiramente. Atualmente, vários smartphones usam a câmera frontal para reconhecer o rosto do usuário e permitir o acesso ao sistema.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.