Tamanho e resolução da tela estão entre os itens a serem avaliados

Em 2011, os porta-retratos digitais estiveram entre os temas mais procurados entre produtos de consumo no Google . Para atender a esse crescente interesse dos consumidores, fabricantes de equipamentos eletrônicos vêm renovando sua linha de porta-retratos digitais com frequência cada vez maior.

LEIA TAMBÉM:
5 tablets para o Natal
10 presentes para geeks
Quais eletrônicos valem a pena trazer do exterior
Como escolher um notebook

Tamanho da tela e preço são apenas alguns dos itens a serem considerados na hora de comprar um desses aparelhos. A seguir, o iG mostra os itens mais importantes na escolha de um porta-retratos digital.

Porta-retratos digitais: popularidade em alta entre consumidores
Getty Images
Porta-retratos digitais: popularidade em alta entre consumidores
Design

Uma das principais preocupações ao escolher um porta-retratos digital é se ele vai combinar com os móveis. Quem não pretende gastar muito deve tomar cuidado. Alguns modelos mais baratos podem ter bordas de plástico frágil e acabamento rudimentar.

Já quem dá importância ao aspecto estético deve optar por um modelo com moldura de madeira ou preto fosco, acabamentos que costumam combinar com qualquer ambiente.

Além disso, vale observar que nem todos os porta-retratos podem ser usados “de pé” (modo retrato). Ao comprar, verifique se o modelo escolhido pode ser usado na vertical.

Tela

A tela dos porta-retratos digitais costuma variar entre 7 e 10 polegadas. Evite modelos com a proporção 16:9 (widescreen). Como a maioria das câmeras tira fotos na proporção 3:2 (tamanho padrão de fotos de 15 x 10 centímetros), o melhor é adquirir um porta-retratos de proporções semelhantes, escolhendo um modelo com proporção de 4:3.

No quesito resolução, dê preferência para modelos com, no mínimo, 640 x 480 (idealmente 800 x 600 ou mais). Resoluções inferiores a essa costumam gerar imagens “pixeladas” e com qualidade inferior.

Memória

A maioria dos aparelhos não tem memória interna e depende das entradas USB e de cartões de memória. Por isso, certifique-se de que a entrada é compatível com o cartão usado na sua câmera.

O padrão de cartões mais usado no mercado é o SD. Lembre-se também que será necessário comprar outro cartão de memória para a câmera.

Poucos porta-retratos digitais vêm com memória interna, que costuma ficar entre 512 MB e 1 GB. A vantagem neste caso é dispensar cartões ou pen drives para armazenar fotos.

Alimentação elétrica

Lembre-se de que quase todos os porta-retratos digitais precisam estar conectados a uma tomada para funcionar. Por isso, é necessário que haja uma tomada perto de onde o aparelho será colocado.

Alguns poucos modelos também trabalham com baterias internas. Mas elas costumam durar apenas cerca de 8 horas e precisam ser recarregadas periodicamente.

Preço

No Brasil, porta-retratos básicos com tela de 7 polegadas costumam ficar entre R$ 150 e R$ 250 reais. Nos Estados Unidos, é possível comprar um porta-retratos digital sofisticado com tela de 10 polegadas por cerca de R$ 100.

Recursos extras

Alguns porta-retratos mais sofisticados têm recursos como tecnologia 3D, alto-falantes (para exibição de vídeos com som), controle remoto e conexão sem fio com a internet (para exibir fotos diretamente de sites como Picasa).

Esses recursos, porém, costumam tornar a interface do aparelho mais complicada, além de encarecer o produto. Por isso, se seu objetivo é simplesmente conectar um cartão para ver fotos, escolha um modelo mais simples.

Fabricantes

Entre as empresas que fabricam porta-retratos digitais estão Sony , Kodak , Coby , Multilaser e Aiptek . Os sites dos fabricantes têm informações detalhadas sobre os modelos oferecidos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.