Por enquanto, porém, resolução 4K é um exagero, já que não há conteúdo disponível com essa definição

Nos anos de 2010 e 2011, a tecnologia 3D foi uma das grandes apostas dos fabricantes de TV. Essa tecnologia, no entanto, ainda não caiu nas graças do consumidor, em parte devido à falta de conteúdo tridimensional. Entretanto, mesmo com o 3D ainda em consolidação, uma nova tendência começa, timidamente, a surgir no mundo das TVs: a dos aparelhos de altíssima resolução.

Leia também:
Infográfico: Como funciona a tecnologia 3D

Esse novo patamar de resolução é conhecido como resolução 4K ou UD (Ultra-high Definition). O nome 4K faz referência ao número de pixels, quatro vezes maior do que o padrão Full HD. A resolução 4K divide a tela em uma grade de 3.840 x 2.160, totalizando mais de 8 milhões de pixels. Já o padrão Full HD tem resolução de 1.920 x 1.080 e total de cerca de 2 milhões de pixels.

TV de 84 polegadas da LG, uma das primeiras com resolução 4K
Divulgação
TV de 84 polegadas da LG, uma das primeiras com resolução 4K

No exterior, alguns fabricantes já oferecem TVs 4K, como os modelos Toshiba Regza 55X3 e LG 84LM9600. No momento, o preço de US$ 12.000 da Toshiba Regza ainda está muito acima da média de aparelhos de TV convencionais. Espera-se, no entanto, que esses valores caiam, como costuma acontecer na indústria de produtos de tecnologia. A TV da LG será lançada ainda este ano, mas não tem preço definido.

Por enquanto, resolução 4K é exagero

A resolução 4K é um avanço importante para exibições de imagens em grandes telas (cinema, projetores e TVs maiores que 50 polegadas). Com ela a granulação gerada pela ampliação da imagem é praticamente imperceptível mesmo em curtas distâncias.

Porém, no caso do usuário doméstico, essa resolução é desnecessária num primeiro momento. Isso ocorre porque a diferença de qualidade da resolução 4K em relação à resolução Full HD é praticamente imperceptível em TVs com menos de 50 polegadas.

Além disso, atualmente nenhum canal de TV transmite com resolução 4K, nem há filmes em Blu-ray com essa resolução. O primeiro Blu-ray com essa resolução, segundo rumores, pode ser o próximo filme do Homem-Aranha, que estreia nos cinemas em julho deste ano. Mas nada está definido.

Resolução 4K já é realidade em cinemas

Enquanto nas TVs a resolução 4K ainda é uma promessa, nos cinemas já é uma realidade. A quantidade de filmes produzidos nessa resolução vem aumentando. Nos últimos anos, os filmes “A Rede Social” e “Distrito 9” foram algumas das produções fimadas em 4K.

O Youtube também já tem vídeos em 4K . Mas os requisitos para ver os vídeos com toda sua definição são altos. O monitor (ou projetor) deve ter uma resolução próxima de 4096x2304. Além disso, a conexão de internet deve ter no mínimo 10 Mbps para evitar “engasgos”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.