Quase metade dos trabalhadores entrevistados com renda acima de US$ 150 mil usavam um dispositivo da Apple no ambiente de trabalho

Um estudo conduzido pela consultoria Forrester Research nos Estados Unidos mostra que os executivos de empresas são os que mais usam iPhones, iPads e Macs no trabalho. Segundo os dados, coletados em entrevistas com 10 mil pessoas, em 17 países, 43% das pessoas que ganham mais de US$ 150 mil ao ano usam dispositivos da Apple para trabalhar.

iPhone e iPad são populares entre chefes, diz estudo da Forrester Research
Getty Images
iPhone e iPad são populares entre chefes, diz estudo da Forrester Research
Em comparação, o iPhone, iPad e Mac são usados por 27% dos trabalhadores que ganham entre US$ 100 mil e US$ 149,9 mil, por 23% das pessoas com salário anual entre US$ 50 mil e US$ 99,9 mil e 19% entre os trabalhadores com rendimentos menores, abaixo de US$ 50 mil ao ano.

De maneira similar, quando perguntados sobre o cargo em que ocupam na empresa, a média de uso de produtos da Apple foi de 41% entre os diretores, 27% entre os gerentes e apenas 14% entre funcionários com níveis de analistas.

Vale lembrar que a quantidade de diretores entrevistados é menor que a de funcionários com salário em torno de US$ 50 mil ao ano, o que significa que nesta faixa de trabalhadores existem também muitos usuários de produtos da Apple. Segundo a Forrester, apenas cerca de 200 entrevistados ganhavam acima de US$ 150 mil, enquanto 6,8 mil ganhavam US$ 50 mil ou menos ao ano.

Apple força entrada no ambiente corporativo

No total, 21% de todos os entrevistados na pesquisa afirmaram que usam dispositivos da Apple no ambiente de trabalho. Isso quer dizer que, embora as empresas tenham passado muito tempo usando apenas dispositivos e sistemas compatíveis com Windows, a quantidade enorme de dispositivos móveis de marcas e com outros sistemas trazidos pelos próprios usuários está crescendo.

Entre os motivos que explicam o uso maior destes dispositivos entre executivos é a influência que pessoas nestes cargos têm dentro da área de Tecnologia da Informação das empresas. "Alguém influente entra no departamento de TI e diz 'Você tem que fazer meu e-mail funcionar no meu iPad'. Uma hora chega em um ponto que fica difícil para os técnicos negarem", disse Frank Gillett, analista da Forrester Research, ao jornal The New York Times .

Como pessoas de níveis hierárquicos mais baixos têm menos poder dentro do departamento de TI, o uso ainda de dispositivos da Apple ainda é pequeno, segundo a consultoria. "Mas tende a crescer no futuro", diz Gillett.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.