Segundo proposta, operadoras deveriam oferecer controle de privacidade dos dados de crianças a seus pais

Privacidade das crianças na web é motivo de preocupação de agência governamental nos EUA
Getty Images
Privacidade das crianças na web é motivo de preocupação de agência governamental nos EUA
A Federal Trade Comission (FTC), agência independente do governo dos Estados Unidos que protege os direitos dos consumidores propôs mudanças nas regras adotadas atualmente para proteger a privacidade de crianças na internet. Nas novas regras, a FTC tenta garantir que os pais tenham o controle da privacidade de seus filhos com idade igual ou menor a 13 anos.

A proposta da FTC atualiza a definição de dados pessoais, incluindo informações de geolocalização e dados obtidos por cookies, aplicativos instalados por sites no navegador do usuário para monitorar a atividade do usuário na internet. As propostas da FTC ficarão aberta para comentários dos cidadãos americanos até o final de novembro.

De acordo com a FTC, o uso de computadores está mudando: antes, as famílias compartilhavam apenas um computador em casa, o que facilitava o controle dos pais em relação ao conteúdo acessado pelos filhos. Agora, a tendência é que cada membro da família tenha um dispositivo de acesso a internet, o que permite que um usuário seja identificado facilmente pela internet.

Este é o motivo das mudanças na legislação que, segundo a FTC, devem proteger o usuário com idade inferior a 13 anos, em vez de permitir que sites e terceiros tenham acesso a suas informações pessoais. Segundo a agência, operadoras e provedores devem fornecer ferramentas que ajudem os pais a controlar o acesso de sites às informações pessoais das crianças.

De acordo com pesquisa da Consumer Reports, realizada em maio, o Facebook reunia 20 milhões de usuários menores de idade e 7,5 milhões deles têm idade igual ou inferior a 13 anos. Em seus termos de uso, o Facebook proíbe o uso da rede social por pessoas com idade menor que 13 anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.