O estabelecimento não é uma autorizada da Apple


Por Fernanda Morales

Nesta semana fotos de uma loja falsa da Apple na cidade de Kunning, na China, foram muito divulgadas e comentadas devido a sua semelhança com as originais.



Um jornalista do The Wall Street Journal tentou entrar em contato com o dono ou o gerente da loja falsa, mas somente depois de muitas ligações, conseguiu falar com um dos funcionários, que afirmou que a loja não é autorizada pela Apple.

Segundo o site Bussiness Insider , além de afirmar que o estabelecimento não é uma autorizada da empresa de Cupertino, o funcionário afirmou que a loja vende somente produtos verdadeiros da Apple e com os mesmos preços apresentados no site da empresa.

A pessoa com quem o blogueiro do BirdAbroad havia conversado pessoalmente afirmou que acreditava ser realmente um funcionário da Apple, mas o empregado entrevistado pelo jornal dizia saber que a franquia não era oficial.

Não faz muita diferença se nós somos ou não revendedores autorizados. Eu só me importo em vender todos os dias produtos originais da Apple, e que os novos consumidores não voltem com reclamações sobre a qualidade dos produtos, afirmou o funcionário.

Siga o iG Tecnologia no Twitter Siga o iG Tecnologia no Twitter

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.