Segundo jornal de San Francisco, seguranças da empresa podem ter se identificado como policiais

Por Bianca Hayashi, da MAC+

No começo da semana, o CNET reportou que a Apple teria perdido mais um protótipo de iPhone (desta vez, o 5) em um bar na Califórnia. Porém, parece que a história não é bem o que parece.

O Departamento de Polícia de São Francisco disse ao SF Weekly que não sabe de nenhuma investigação a respeito de um protótipo de iPhone. “Não sei com quem o autor da matéria falou, mas não temos nenhum registro de investigações a respeito”, disse o tenente Troy Dangerfield.

Foi informado que policiais foram até a casa de um homem que estava no Cava 22 (onde o iPhone foi perdido) e fizeram uma busca atrás do dispositivo, mas não encontraram nada.

O SF Weekly especula que o time de segurança da Apple, na tentativa de recuperar o aparelho, possa ter se disfarçado de policiais, um crime com punição de mais de um ano na cadeia.

“Isso é algo que precisa ser investigado. Se o homem diz que as pessoas [que apareceram em sua casa] se identificaram como a polícia de São Francisco, é um grande problema”, resumiu o tenente.

O jornal falou também com Sergio Calderón, o homem que teve a casa revistada, segundo o artigo da CNET . Calderón disse que, em julho, seis pessoas (quatro homens e duas mulheres), usando distintivos apareceram em sua casa. “Eles disseram: hey, Sergio, somos do departamento de polícia de São Francisco”. Eles perguntaram se ele esteve no Cava 22 no final de semana (e ele estava) e disse que rastrearam um iPhone perdido até a casa dele. Nenhum dos policiais disseram se estavam trabalhando para a Apple ou procurando por um protótipo perdido.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.