Solto há duas semanas Kim DotCom luta para recolocar o site no ar

Advogados do site Megaupload, fechado em janeiro após uma operação do FBI , estudam formas para tentar recolocar o site no ar. Enquanto isso, duas semanas após sua libertação, o fundador do site diz que funcionários do alto escalão do governo americano estavam entre os usuários do site.

Leia mais:
Conheça Kim DotCom, o excêntrico milionário fundador do Megaupload
Kim DotCom gastou quase R$ 1 milhão em queima de fogos
Tanque de guerra inflável assusta vizinhos de DotCom

DotCom, ao ser solto na Nova Zelândia
Getty Images
DotCom, ao ser solto na Nova Zelândia
"Vejam só, achamos várias contas de funcionários do governo dos Estados Unidos, incluindo alguns do Senado e do Departamento de Justiça", disse Kim DotCom, fundador do Megaupload, ao site TorrentFreak .

Ele afirmou ainda que espera que o site volte ao ar em breve e que usuários possam ter acesso a seus arquivos.

O Megaupload foi fechado no dia 19 de janeiro. Seus fundadores, incluindo DotCom, foram acusado de quebra de direitos autorais, pirataria, lavagem de dinheiro e outros crimes.

DotCom foi preso na Nova Zelândia, junto com outros três executivos do Megaupload. Ele foi solto há duas semanas e está em prisão domiciliar. Em agosto, deve ser julgado um pedido de extradição de DotCom para os Estados Unidos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.