Os mais recentes dispositivos da Sony Ericsson utilizam o Android

Berlim - A fabricante de smartphones Sony Ericsson considera a aquisição da Motorola Mobility pelo Google como um movimento para proteger o sistema operacional Android contra disputas judiciais de rivais.

Os mais recentes smartphones da Sony Ericsson utilizam o Android, e a companhia é uma das principais comercializadoras da plataforma globalmente.

O Google e fabricantes de dispositivos que utilizam a plataforma têm enfrentado diversas disputas legais da Apple, Microsoft e outras empresas.

A Apple, inclusive, obteve sua primeira vitória nos tribunais, barrando a venda de dispositivos com Android fabricados pela Samsung Electronics.

"É importante, para nós, proteger a cadeia do Android", disse o diretor de marketing de produtos na Sony Ericsson, Nikolaus Scheurer, à Reuters.

No mês passado, o Google concretizou sua maior aquisição, ao adquirir a Motorola Mobility por US$ 12,5 bilhões, entrando em um mercado de produção com baixas margens e rivalizando com muitos dos outros 38 fabricantes que utilizam o software Android.

"O Google confirmou que isso não transforma a empresa em uma fabricante de hardware. Acredito que a participação de mercado global da Motorola esteja em torno de 15% com o Android... todo mundo concordará que não faz sentido arriscar 85% de seu negócio", disse Scheurer.

A Sony Ericsson, por outro lado, também manteve a opção de utilizar a plataforma Windows Phone, da Microsoft, em seus smartphones, mas há vários trimestres não apresenta um modelo com este sistema.

Por Tarmo Virki (Reportagem adicional de Nadine Schimroszik)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.