Escondidos por cerca de 2 mil anos, manuscritos foram fotografados e integram novo site do Google

O Google anunciou que os Manuscritos do Mar Morto, um dos mais antigos do mundo, estão disponíveis na internet para visualização . Os manuscritos foram fotografados em alta definição por Ardon Bar-Hama com uma câmera de até 1.200 megapixels, quase 200 vezes mais resolução que uma câmera fotográfica convencional. O projeto foi realizado pelo museu de Israel, em parceria com o Google.

Os Manuscritos do Mar Morto, que incluem os manuscritos bíblicos mais antigos do mundo, foram escritos entre o século III e I a.C. e foram escondidos às margens do Mar Morto para protegê-los dos romanos. Desde 1965, os manuscritos podem ser vistos no museu de Israel, em Jerusalém, mas estavam acessíveis apenas para visitantes. A partir de agora, todo o material ficará disponível, em alta resolução, por meio da internet. Um vídeo (em inglês) mostra a história dos pergaminhos:

De acordo com o blog do Google , os pergaminhos oferecem uma visão crítica sobre a vida e religião na antiga Jerusalém, incluindo o nascimento do cristianismo. Os textos podem ser acessados no idioma hebreu, mas também traduzidos para o inglês com a ajuda do tradutor do Google. “Essa parceria com o museu de Jerusalém faz parte de nosso esforço para colocar importantes coleções culturais e históricas online.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.