Segundo a empresa, 60% dos usuários preferiram usar apelidos

A rede social Google+ admitirá o uso de apelidos, nomes de solteira e a utilização de grafias alternativas junto ao nome original do usuário, assim como o uso de pseudônimos nos casos de as pessoas demonstrarem que os nomes são usuais na vida real.

Leia mais:
Google+: O guia completo
Google+ ganha força na batalha contra Facebook
Em 6 meses, Google+ ultrapassa 60 milhões de usuários cadastrados

O vice-presidente de produto do Google, Bradley Horowitz, explica em seu perfil da rede social a mudança da política com relação à designação de usuários.

Segundo o diretor, só 0,1% dos usuários registrados no Google+ recorreu ao nome: 60% preferiam utilizar apelidos, 20% gostariam de ter adotado um pseudônimo e os 20% restantes eram companhias que tentavam abrir um perfil pessoal ao invés de uma página.

Usuários do Google+ poderão usar apelidos
Reprodução
Usuários do Google+ poderão usar apelidos
"Hoje estamos felizes em lançar ferramentas que tentam remediar a maior parte destas questões", sustentou Horowitz.

A partir da próxima semana será possível usar no Google+, junto ao nome real, qualquer outra que designe o usuário.

Só há uma exceção. Os usuários que quiserem usar um pseudônimo no lugar do nome real terão de demonstrar à companhia por meio de documentos críveis de que se trata de uma designação reconhecida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.