Programa induziam usuários a autorizar envio e recebimento de mensagens SMS

Segundo Halliday, alguns termos de uso estão mal localizados
Divulgação
Segundo Halliday, alguns termos de uso estão mal localizados
O Google removeu 22 aplicativos da Android Market, loja de aplicativos para dispositivos com sistema operacional Android. Segundo o site VentureBeat , a remoção dos aplicativos é devido a um novo malware chamado RuFraud, que enviava mensagens de texto via SMS sem o consentimento do usuário.

De acordo com o site, assim que o usuário baixava um aplicativo gratuito infectado, surgia um alerta de termos de uso. Como muitos usuários não costumam ler o contrato de uso, eles continuavam a instalação. Com isso, davam permissão para que o aplicativo enviasse e recebesse mensagens de texto, cobrando por cada mensagem.

Segundo Derek Halliday, gerente de produto da Lookout Mobile, empresa de segurança para dispositivos móveis, os termos de serviço são difíceis de encontrar, e uma vez localizados, são muito confusos.

O analista afirma que os primeiros aplicativos maliciosos que apareceram foram de horóscopo e após serem retirados da Android Market, aplicativos como de papéis de parede e até aplicativos com títulos falsos que fingem ser versões gratuitas de jogos populares foram detectados e retirados da loja.

A presença de vírus no sistema Android foi alvo de uma recente polêmica entre o Google e empresas de segurança. Um dos engenheiros-chefe do Google declarou que antivírus para smartphone eram “bobagem” e que as empresas de segurança estavam enganando os usuários ao vender produtos sem utilidade. Fabricantes como Kaspersky e McAfee contestaram as declarações do funcionário do Google.

    Leia tudo sobre: aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.