Companhias que estavam na rede social tiveram seus perfis apagados

O Google começou a apagar as contas de empresas que estavam na rede social Google+. A empresa havia pedido que empresas apagassem seus perfis e aguardassem por uma versão corporativa, mas algumas empresas mantiveram seus perfis no ar. O Google afirmou nesta sexta-feira (22/07) que a criação de perfis corporativos deve chegar em alguns meses .

Siga o iG Tecnologia no Twitter Siga o iG Tecnologia no Twitter


No começo do mês, Christian Oestlien, gerente de produto do Google, pediu para que empresas não criassem perfis na rede social , pois o Google estava desenvolvendo páginas com ferramentas para companhias. Além disso, Oestlien afirmou que os perfis de empresas que permanecessem seriam excluídos da rede social em breve.

Após o aviso, o Google começou a cumprir a proibição de perfis de negócios na sua rede social e gerou descontentamento de algumas empresas. Um desses insatisfeitos, o consultor e fundador do site Search Engine Land, Danny Sullivan, diz que o Google poderia ter mantido as contas no ar e feito a atualização assim que as páginas corporativas fossem lançadas.

A rede social do Google vem atraindo a atenção de empresas. O presidente-executivo da Dell, Michael Dell, afirmou que os serviços da rede social, como o Hangouts, poderiam ajudar nas vendas e no suporte técnico da Dell. O Google+ recebeu 20 milhões de visitantes desde seu lançamento, há três semanas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.