Instalado em aeroportos, sistema permitiria analisar "sinais" de potenciais criminosos

O governo dos Estados Unidos está testando um novo sistema que, por meio de imagens obtidas por uma câmera de segurança, consegue prever se a pessoa pode cometer um crime em um futuro próximo. O software analisa movimentos corporais, alterações na voz e entonação das pessoas, movimento dos olhos, temperatura corporal e velocidade da respiração antes de dar um parecer sobre o suspeito.

A informação sobre os testes foi revelada pelo Electronic Privacy Information Center (Epic), centro de pesquisas não-governamental baseado em Washington (EUA). Segundo o Epic, o sistema seria usado em aeroportos e também durante eventos de grandes proporções. Os testes do sistema, conhecido como Fast, em locais públicos teriam começado no início de 2011.

O novo sistema é similar ao apresentado no filme "Minority Report", em que uma organização do governo tinha como objetivo prever crimes antes que eles acontecessem e neutralizar o criminoso.

O Epic publicou os documentos relativos à tecnologia em seu site para alertar os cidadãos sobre as implicações do sistema contra a privacidade dos usuários. John Verdi, diretor da entidade, também enviou uma carta ao departamento de segurança do governo americano em que pede esclarecimentos sobre o uso da tecnologia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.