Grupo divulgou informações sigilosas obtidas de emails e dados confidenciais de membros de partido de extrema-direita francês


Por Guilherme Abati

O Anonymous , um coletivo de hacktivistas, publicou ontem dados confidenciais de 90 mil endereços de email de usuários militares, depois de se infiltrar em servidores pertencentes à empresa de consultoria Booz Allen Hamilton .

Siga o iG Tecnologia no Twitter Siga o iG Tecnologia no Twitter


A empresa, em seu twitter oficial , disse que não comenta sobre informações privadas.

De acordo com o Business Insider , os documentos, publicados no site de compartilhamento de torrents The Pirate Bay na noite do ontem, fazem parte da campanha hacker conhecida como Military Meltdown Monday, a qual concentra seus ataques em autoridades militares.

Vocês ficariam surpresos com a facilidade que encontramos para invadir a rede. Ela basicamente não tinha sistema de segurança algum afirmou o grupo de hackers Anonymous.

O site ArsTechnica reportou que após o ataque à Booz Allen Hamilton, a IRC Federal , uma consultoria de menor expressão, também foi alvo do coletivo de ciberativistas. A empresa disse desconhecer as razões pelas quais havia sido escolhida para ser atacada.

Esta manhã o coletivo também publicou detalhes sobre a Frente Nacional, um partido francês de extrema-direita, descrita pelos ciberativistas como "o partido nazista francês. Os dados publicados incluem números de telefones dos organizadores e endereços residenciais.

Os dois ataques aconteceram um dia depois que Julian Assange, fundador do Wikileaks, foi convocado novamente pelos tribunais britânicos, onde luta contra uma ordem de extradição para a Suécia, onde é procurado sob a acusação de estupro e agressão sexual.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.