Jovens entre 15 e 28 anos foram denunciados

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=tecnologia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597101987872&_c_=MiGComponente_C

Roma - A Polícia italiana conseguiu identificar e denunciar os considerados máximos responsáveis no país pelo grupo de hackers Anonymous, conhecido por seus ataques aos sites de instituições e empresas de todo o mundo, segundo informaram nesta terça-feira fontes policiais.

Siga o iG Tecnologia no Twitter Siga o iG Tecnologia no Twitter

As identificações permitiram a execução de 32 operações de busca e a apreensão de material na Itália e Suíça, onde vivia o suposto líder do braço italiano do Anonymous, um jovem de 26 anos.

Graças à colaboração da Polícia suíça, os agentes italianos conseguiram confiscar computadores na casa do jovem, um italiano conhecido na pelo sobrenome de "Phre" e que vivia atualmente no Cantão de Tessino (sul da Suíça).

Em virtude desta operação, chamada "Secure Italy", foram denunciadas 15 pessoas, de idades compreendidas entre 15 e 28 anos e entre as quais há 5 menores de idade, enquanto outras 36 pessoas se viram implicadas na investigação.

As autoridades da Itália acusam os jovens de crimes de acesso abusivo à internet, danos ao sistema e interrupção do serviço público.

O Anonymous está por trás dos ataques aos sites de empresas como a companhia petrolífera Eni e o banco Unicredit, assim como do Senado, da Câmara dos Deputados e da Presidência do Governo italiano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.