Empresa acusa Samsung de copiar design e funcionalidades do iPad e já retirou tablet de 10.1 polegadas do mercado europeu

Galaxy Tab 7.7: União Europeia proíbe exposição do tablet em feira alemã
Getty Images
Galaxy Tab 7.7: União Europeia proíbe exposição do tablet em feira alemã
A Samsung, uma das maiores fabricantes que participam da IFA 2011, feira de eletrônicos que acontece em Berlim (Alemanha) até a próxima quarta-feira (7), foi obrigada a retirar o recém-lançado tablet Galaxy Tab 7.7 de seu estande. Na última sexta-feira, a Apple entrou com um novo processo contra a empresa na União Europeia e garantiu o direito de banir os tablets da Samsung da Alemanha.

Segundo a agência de notícias Bloomberg , a Samsung confirmou a decisão da Justiça. "Nós respeitamos a decisão da corte", disse James Chung, porta-voz da empresa na Coreia do Sul. Apesar disso, a empresa afirmou, em comunicado, que a decisão "limita bastante a escolha do consumidor europeu". Agora, a Samsung analisa quais medidas pode tomar para anular a proibição.

Trata-se do segundo processo da Apple contra a Samsung pelo mesmo motivo: a empresa acusa a rival de lançar tablets muito parecidos com o iPad em design e funcionalidades. No início do mês de agosto, a Apple já havia garantido na Justiça que a Samsung tirasse das vitrines o tablet Galaxy Tab 10.1 em toda a Europa. O Galaxy Tab 10.1 começa hoje a ser vendido no Brasil . Até agora não há nenhuma restrição à venda do produto no País.

A Samsung lançou o Galaxy Tab 7.7 no final da semana passada, durante a abertura da IFA 2011. Além da nova versão do tablet, que tem tela de 7,7 polegadas com tecnologia Super Amoled, a empresa anunciou o smartphone Galaxy Note e também três smartphones com o sistema operacional Bada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.