Tablets com sistema operacional Android representa apenas 1,6% do tráfego total a partir de dispositivos não considerados computadores

O iPad domina o mercado de tablets em quase todos os países do mundo, contribuindo com 89% do tráfego de dados gerado por tablets mundialmente, de acordo com novo estudo da consultoria comScore. No Brasil, o tablet da Apple detém 31,8% do tráfego de dados gerado a partir da web móvel, que ainda representa menos de 1% do total.

Siga o iG Tecnologia no Twitter Siga o iG Tecnologia no Twitter

O percentual coloca o Brasil em segundo lugar no ranking global de países em que o iPad é o dispositivo móvel com maior participação no tráfego de dados total gerado por dispositivos que não são considerados computadores. A consultoria inclui nessa categoria os smartphones, o iPod Touch, e-readers e videogames. O Canadá, onde o iPad representa 33,5% do tráfego da web móvel, lidera o ranking.

No Brasil, os tablets com o sistema operacional Android, do Google, representam apenas 1,6% do tráfego de dados gerado a partir dos dispositivos considerados pela pesquisa. Entre os smartphones, o iPhone também lidera, com 21% do todas de dados enviados e recebidos a partir dos dispositivos, e o Android aparece com 11,7% do total.

Computadores ainda lideram tráfego de dados

Nos 15 países em que a comScore conduz a pesquisa, os computadores ainda representam ao menos 93% do tráfego de dados total. Estados Unidos é o país com maior participação de dispositivos que não são computadores no tráfego de dados, com 6,2% do total - sendo que os celulares representam dois terços desse valor.

Neste país, o sistema operacional iOS lidera o tráfego de dados a partir de dispositivos não considerados computadores. Apesar disso, quando a categoria é de smartphones, o Android já representa maior tráfego que o iPhone (35,6% contra 23,5% do total gerado pelos dispositivos analisados). O iPod Touch, que apesar de registrar uma fatia pequena da web móvel, representa cerca de 7,8% do total nos EUA.

Outro dado divulgado pela comScore mostra que mais da metade do tráfego de dados gerado por dispositivos não considerados computadores acontece por meio de redes Wi-Fi e não por meio de redes celulares (3G ou CDMA). No caso do tráfego gerado apenas pelo iPad, 91,9% do total acontece por meio de redes sem fio, o que mostra que os usuários utilizam o aparelho com maior frequência em casa ou locais com rede Wi-Fi disponível.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.