Páginas de blogs e de redes sociais também estão bloqueadas porque autoridades acreditam que elas atacam a moral islâmica

Teerã - O Irã bloqueia desde ontem (9) o acesso à página de busca do Google e outras associadas à empresa e também do serviço de e-mail da Microsoft, o Hotmail. Até agora, os usuários de internet no Irã podiam acessar o Google, embora as páginas de países deste sistema, como google.fr (França) e google.es (Espanha), já estivessem bloqueadas pelas autoridades iranianas.

Google enfrenta bloqueio no Irã
Getty Images
Google enfrenta bloqueio no Irã
Ao contrário de outras páginas bloqueadas, nas quais ao tentar acessar surge uma mensagem das autoridades iranianas que assinala que esta tem conteúdos delitivos e que o acesso não é permitido, ao tentar abrir as do Google ou do Hotmail aparece apenas uma mensagem de problemas de conexão.

Um grande número de sites está bloqueado pelas autoridades iranianas, entre elas as de muitos meios de comunicação estrangeiros e também as de grupos sociais e políticos, tanto iranianos como de outros países e internacionais, que o Governo de Teerã considera hostis.

Além disso, também há numerosas páginas bloqueadas que as autoridades de Teerã acreditam atacar a estrita moral da República Islâmica e outras muitas estão sem acesso porque em seu endereço de internet usam palavras que os censores iranianos consideram perigosas.

As redes sociais, especialmente o Facebook, e inclusive as versões do Google que não são em inglês, também estão bloqueadas, assim como todos os blogs, seja qual for sua origem ou temática.

Em dezembro passado, as autoridades do Irã bloquearam um site denominado "embaixada virtual" em Teerã dos Estados Unidos, que não tem relações diplomáticas com a República Islâmica, menos de 24 horas depois que fosse posta na rede pelo Departamento de Estado de Washington.

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.