78% dos entrevistados acreditam que redes sociais como Facebook e Foursquare são usadas por bandidos antes de agir

Por Fernanda Morales

Hoje em dia, as redes sociais se tornaram um dos melhores instrumentos para mantermos contato com amigos e familiares, mas muitas pessoas se esquecem de tomar certos cuidados com suas informações pessoais na rede como onde estão e onde moram.

Um estudo realizado pela Friedland , empresa de segurança residencial no Reino Unido, mostra que grande parte dos ladrões está se utilizando de informações nas redes sociais para agir.

De acordo com o Ubergizmo , a empresa entrevistou 50 ex-ladrões e encontrou resultados muito interessantes. Dos entrevistados, 78% acreditam que redes sociais como Facebook, Twitter e Foursquare estão sendo usadas por ladrões que estão à procura de casas para assaltar – especialmente o Foursquare, que efetivamente avisa ao ladrão em qual momento o dono da casa não está.

Outro dado interessante encontrado pela pesquisa, é que 74% dos entrevistados também acreditam que o Google Street View deve estar colaborando para os assaltos a residências. Os entrevistados relataram que, em média, os ladrões gastam um pouco mais de dez minutos para assaltar uma residência.

Segundo o The Wall Street Journal , mais da metade dos entrevistados afirmaram que desistiriam de assaltar uma casa se soubessem que ela tem um alarme ou algum outro sistema de segurança. Bairros de classe média-baixa (o que chamamos hoje no Brasil de Classe C) seriam, portanto, os mais visados, já que vizinhanças com famílias de maior renda têm mais alarmes por metro quadrado.

A pesquisa comprova que além de se fazer valer dos já conhecidos alarmes, nada como proteger sua segurança também nas redes sociais – até porque nenhum cachorro brabo protege o Facebook.

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.