Já os videogames não precisam se preocupar com a concorrência

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=tecnologia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597102043474&_c_=MiGComponente_C

Um recente estudo feito pela Resolve Market Research e divulgado nesta terça no site Wired revelou que livros eletrônicos (e-readers) e netbooks estão perdendo espaço para os tablets. Foram pesquisadas as compras dos consumidores e as intenções de compra nos meses de julho de 2010 e deste ano. Em 2011, 53% dos consumidores declararam não pretender comprar um e-reader após adquirir um tablet. Em 2010, esse percentual era de 49%. No caso dos netbooks, houve um aumento de 10% para o mesmo critério. Em 2011, 42% dos entrevistados declararam não pretender comprar um netbook após a compra de um tablet.

Resolve Market Research
Crescimento na rejeição de e-readers e netbooks

A diretora da pesquisa, Elaine B. Coleman, disse que os tablets irão substituir a necessidade de e-readers e que as pessoas preferem um único dispositivo para leitura.

O estudo também apontou que 34% dos donos de tablets possuem dois ou mais tablets e 57% usam o aparelho para atividades relacionadas ao trabalho, um espaço anteriormente dominado por netbooks e laptops. Uma causa deste avanço dos tablets para tarefas do trabalho é devido aos aplicativos que facilitam a produção de documentos e tabelas.

Outra dado levantado é que, diferentemente de e-readers e netbooks, os videogames não precisam se preocupar com a concorrência. Segundo Coleman, os jogadores casuais estão chegando aos tablets, mas os amantes dos games não vão trocar o console por um tablet.

Siga o iG Tecnologia no Twitter Siga o iG Tecnologia no Twitter

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.