Em uma ação conjunta, servidores na Pensilvânia e Illinois foram apreendidos

A Microsoft, em colaboração com a indústria de serviços financeiros, promoveu uma ação global para reduzir os roubos de informações bancárias. Segundo a Microsoft , em uma ação jurídica e técnica, escoltada pela polícia dos Estados Unidos, servidores com o vírus foram apreendidos na última sexta-feira (23) na Pensilvânia e em Illinois (EUA). No momento, a empresa ainda monitora 800 domínios para identificar os computadores infectados pelo Zeus.

Leia mais:
Microsoft ganha batalha contra provedor de spam

Uma pesquisa feita pela Microsoft descobriu que, desde 2007, mais de 13 milhões de computadores foram infectados com o vírus Zeus e seus variantes SpyEye e Ice-IX. O vírus informa ao criminoso todas as informações pessoais e senhas digitadas pelo usuário infectado em seu computador.

Em outubro do ano passado, a Microsoft ganhou uma batalha jurídica contra um provedor da República Tcheca, onde o vírus Kelihos estava abrigado e controlava aproximadamente 40 mil computadores. Neste mesmo ano, a Microsoft diz ter conseguido desativar outras redes infectadas, como a Waledac e Rustock.

A Microsoft trabalhou com a FS-ISAC (Centro de Compartilhamento e Análise da Informação de Serviços Financeiros, em português) e NACHA (Associação de Pagamentos Eletrônicos, em português), além de receber ajuda de organizações como a Kyrus Tech Inc. e F-Secure, de segurança na internet, para o fornecimento das informações sobre o caso Zeus.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.