Provedor tcheco possuía computadores zumbis e enviava aproximadamente 3,8 bilhões mensagens por dia

A Microsoft ganhou uma batalha jurídica contra um provedor da República Tcheca. O provedor concordou em tirar do ar o servidor que abrigava a botnet Kelihos, que controlava aproximadamente 40 mil computadores infectados por vírus. A Microsoft havia aberto um processo nos Estados Unidos solicitando que o servidor fosse desativado.

Botnets são redes de computadores infectados com vírus. Os criminosos que controlam as botnets usam os computadores infectados para enviar spam ou atacar sites sem o conhecimento dos donos. No caso da Kehilos, a botnet era usada para enviar informações sobre medicamentos proibidos, coletar senhas e logins de usuários e também promover sites com conteúdo de pedofilia.

Segundo o Cnet , essa é a terceira botnet que a Microsoft tira do ar. As botnets Waledac e Rustock foram desativadas no começo deste ano. A Microsoft afirma que a Kehilos enviava cerca de 3,8 bilhões de e-mail com spam por dia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.