Projeto disponibiliza atualmente 36 mil livros digitais de graça

Michael Hart, fundador do Projeto Gutenberg, serviço que possui uma das maiores coleções de livros digitais gratuitos do mundo, faleceu nesta quinta-feira (08/09). De acordo com o jornal The Guardian , Hart morreu em sua casa, no estado de Illinois, aos 64 anos.

Em 1971, Hart decidiu disponibilizar obras da literatura em formato eletrônico de graça. O primeiro texto digitalizado foi a cópia da Declaração de Independência dos Estados Unidos, dando início ao Projeto Gutenberg. O nome do projeto é em homenagem a Johannes Gutenberg, um dos inventores da prensa móvel.

Hoje, o Projeto Gutenberg possui 36 mil livros em 60 idiomas diferentes. Usuários de Kindle, Androids, iOS e outros dispositivos móveis, bem como de desktops, podem acessar o conteúdo no site oficial do projeto .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.