Pesquisa realizada pela Nielsen indica crescente domínio feminino no mercado

Kindle: descontos em livros prejudicados pela Apple
Divulgação
Kindle: descontos em livros prejudicados pela Apple
Por Guilherme Abati

Apesar de terem inicialmente sido mais procurados por jovens adultos nos Estados Unidos, os e-Readers, assim como os tablets, gradualmente foram ganhando espaço entre as mulheres e idosos, segundo o Mashable

As mulheres, especificamente, estão, de acordo com dados fornecidos pela Nielsen , focando maiores atenções nos e-Readers, como o Kindle, da Amazon e o Nook, da Barnes & Noble.

Nos Estados Unidos, segundo as informações da Nielsen, 61% de todos os e-Readers comercializados pertencem às mulheres. Número esse que cresceu bastante se comparado ao do último trimestre de 2010, quando 48% dos e-Readers foram comprados por elas.

Tal informação vai de encontro à nota publicada em maio pelo The New York Times, a qual afirma que a maior parte da venda de revistas femininas digitais é feita pelo Nook ao invés do iPad da Apple.

A Nielsen também realizou pesquisas sobre o mercado de smartphones e, de acordo com ela, tal mercado, diferentemente do de e-Readers, é extremamente equilibrado: 50% dos smartphones estão na mãos dos homens, a outra metade, é das mulheres.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.