Universidade na Finlândia, onde fica a sede da Nokia, terá programa para estimular criação de aplicativos para Windows Phone

A Nokia e Microsoft anunciaram hoje um investimento de R$ 43,4 milhões (18 milhões de euros) em um programa de desenvolvimento de aplicativos para o sistema operacional Windows Phone. O projeto, que será realizado na Aalto University na Finlândia, país onde fica a sede da Nokia, acontecerá nos próximos três anos.

Lumia 900 é um dos primeiros aparelhos da Nokia com Windows Phone
Getty Images
Lumia 900 é um dos primeiros aparelhos da Nokia com Windows Phone
Os cursos e orientações aos desenvolvedores incluídos no programa começarão em maio de 2012 e, para participar, os desenvolvedores locais deverão se inscrever por meio do site oficial do programa.

Segundo a Nokia e Microsoft, os desenvolvedores que participarem do programa participarão também de oficinas para criar aplicativos para celulares com sistema operacional Symbian.

Depois da parceria firmada há cerca de um ano, a Nokia e a Microsoft se esforçam para trazer mais desenvolvedores para criar aplicativos para Windows Phone. Como se trata de uma plataforma nova, ela ainda oferece menos opções de aplicativos do que as lojas de aplicativos concorrentes, como App Store da Apple, e o Android Market, do Google.

Estimativas do mercado apontam que o Windows Phone possui hoje cerca de 70 mil aplicativos. A liderança no ranking de lojas com maior número de aplicativo fica com o iPhone, que hoje tem cerca de 600 mil aplicativos, seguido pelo Android, que oferece cerca de 450 mil aplicativos.

Com a chegada dos dois primeiros aparelhos Lumia ao Brasil na semana passada, a Nokia e a Microsoft também intensificaram os contatos com desenvolvedores no País. Como diferencial em relação às outras plataformas, a Nokia e a Microsoft oferecem suporte em português, além de dicas sobre como ganhar dinheiro com aplicativos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.